quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Identificando Mosquitos

gostaria muito de poder aprender identificcar mosquitos como aedes ,culex,anopheles e outros gêneros,pois trabalho nessa área e a gente não teve um treinamento esoecífico
Crenilson.
Crenilson, para conseguir compilar todo o necessário para identificar todos os mosquitos, eu teria que produzir aqui um material muito extenso, mas existe material muito bom online para se aprofundar nisso, então estou explicando aqui o "grosso" da coisa e estou passando os links para este material online. Vou tentar também atualizar em breve o nosso Identifique Você Mesmo para os gêneros que temos aqui representados, como já fiz com os barbeiros.

Lá em cima, nós temos o principal para reconhecer a subfamília e o sexo das espécies da família Culicidae. Pelas antenas plumosas, você pode reconhecer um macho, pelas antenas pouco plumosas, as fêmeas, que são as que picam, sugam sangue e podem transmitir doenças. Sendo uma fêmea, você pode separar Anophelinae de Culicinae pelo comprimento dos palpos. Logo abaixo, nós temos o modo como eles repousam, que pode dar dica, ao observar o bicho vivo; estes porém, que estão representados com a traseirinha pra cima, podem também baixá-la, mas esta é uma postura característica dos grupos. Pelo bico curvo, além da grande beleza, você reconhecerá uma Toxorrhynchites, que são mosquitos benéficos, suas larvas são predadoras das larvas de outros mosquitos, as fêmeas adultas não sugam sangue.

Eu listei mais abaixo uma série de gêneros de mosquitos vetores de doenças, dentro de cada tribo. Esta lista eu fiz me baseando nas tabelas de Cantuária (2012), que mostra nas páginas 49 e 50 os agentes etiológicos, classificados como vírus, protozoário, bactéria,  nematoide e a quais mosquitos eles estão associados. Tendo identificado a subfamília, para seguir em frente na identificação, nós temos Consoli & Oliveira (1994), um material excelente sobre o assunto que trás chaves ilustradas para os adultos de todos estes grupos, acho que esta literatura é obrigatória, precisa ser baixada. Em inglês, há material interessante em Mosquitos And Other Biting Diptera, que é menos aprofundado, mas estende o assunto a outros dípteros vetores de doenças.

Não sei o quão familiarizado está com as chaves, mas certos pontos são muito difíceis, carecendo da análise de partes muito pequenas do bicho; aliás, já estamos falando de bichos que são, de corpo inteiro, muito pequenos. Frequentemente, simplesmente não temos como fazer tais análises. Por isso, outro material excelente que existe online é o Atlas de Culicídeos da Amazônia Brasileira, que tem fotos de muitas espécies de mosquitos, excelente pra identificarmos "de olho".

Mas antes de se aprofundar no assunto, eu recomendo a leitura de todos os artigos sobre mosquitos em Planeta Invertebrados: Mosquitos Culex, Mosquitos Aedes e Anopheles, Identificando o "Mosquito da Dengue", Outros Culicídeos, Outros Culicídeos 2, Larvas de Mosquitos e Armadilha para Larvas de Mosquito, sendo que o penúltimo conta com extensa literatura no rodapé.

Aqui no Insetologia, você pode usar a caixa de pesquisa para ter acesso a todas as nossas postagens sobre culicídeos. Além de Culicídeos, veja também aqui os mosquitos-palha, que não são aparentados dos mosquitos verdadeiros, mas também são vetores de doenças e os quironomídeos, que são bem semelhantes, porém inofensivos, e podem ser diferenciados pelo primeiro par de pernas longo.

É interessante criar esta postagem para referências futuras. Espero ter ajudado e, qualquer coisa, podemos usar os comentários desta postagem para conversar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário