terça-feira, 21 de setembro de 2021

"Serra-Pau-Erotilídeo" em São Paulo

Besouro Fotografado por Gabriel Estelar de Eldorado, São Paulo.
Kel.
Poecilopeplus corallifer (Cerambycidae: Cerambycinae: Trachyderini: Trachyderina). Comparem com este besouro erotilídeo, vejam o quão bem ele reproduz seu padrão de cores. Erotilídeos são impalatáveis a predadores:

Mariposa Paradaemonia em São Paulo

Oi Cesar, como vai? espero que bem! encontrei essa mariposa toda camuflada em um tronco de árvore em setembro desse ano em São Paulo. Nunca tinha visto uma com esse estilo de asas. Ela media em torno de uns 10 cm. Algum palpite
Fernanda.
Ela é uma Paradaemonia sp. (Saturniidae: Arsenurinae), tenho dificuldade de saber a espécie.

Mariposa Euclystis em Tocantins

Oi CésarCrash, bom dia! Gostaria de auxilio na ID desta mariposa. Registros à noite em Ilha do Bananal-TO. Obrigada!
Zeila Lemos.
Zeila, ela deve ser uma Euclystis sp. (Erebidae: Pangraptinae/Erebinae: Omopterini/Catocalini), os padrões parecem combinar muito bem com este em TropicLeps.

Ácaro Predador em São Paulo

Fala César, na paz?
O que seria esse pequeno ser? Parece carrapato né? Ele anda bem rápido, por isso n consegui uma foto boa dele, ele não me mordeu nem nada, só percebi ele pq ele passou numas partes sensíveis do braço
Plenn_ de São Paulo, capital.
Carrapatos são uma relativamente pequena ordem dentro de uma grande subclasse de aracnídeos denominada Acari ou Acarina. É como acontece com borboletas e mariposas, a todos os acarinos não-carrapatos nós chamamos de ácaros, o que faz de "ácaro" um grupo parafilético ou, podemos dizer, carrapatos são ácaros de grande porte. Aqui, nós temos um ácaro não-carrapato de relativo grande porte, por isso a semelhança.

Meu melhor palpite é família Erythraeidae, parasita de invertebrados quando larva, crescendo para se tornar um predador.

Aranha Cuspideira no Paraná

Boa tarde! Queria saber se pode me ajudar a identificar uma espécie de pequenas aranhas que estão aparecendo ocasionalmente aqui no meu apartamento. Assim que as vejo, elas tentam fugir, parecem ser bem medrosas. Peguei as que achei e coloquei na sacada perto dos vasos de flor. No começo achei que fossem do gênero Loxosceles, mas olhando de perto parecem muito diferentes e menores que as aranhas marrons. Vou anexar uma foto para que possa ver. Moro no interior do Paraná. (Dois Vizinhos - PR)
Otávio C R.
Otavio, esta é alguma espécie de Scytodes (Scytodidae), uma aranha-cuspideira. Estas e as aranhas-marrom eram antigamente consideradas membros de uma mesma família e ainda hoje (me parece) são consideradas famílias próximas. Estas porem não representam perigo e são consideradas predadoras de aranhas-marrom.

Semi-Lesma no Rio Grande do Sul

Boa noite,encontrei este bicho, debaixo do rodapé da sala, hoje está um dia úmido, pensei ser uma lesminha,mas era duro, até amassei o corpo dele no meio,puxando com pedaço de madeira pra tirar do rodapé...tirei foto e no zoom, vi que tem.até pêlos..sou de Feliz-RS.
(...)
Complementando...tinha uns 2cm de comprimento, corpo duro,parecido com centopéia..
Marcelo.
Marcelo, me parece haver o suficiente para afirmar que é uma lesma, ou uma semi-lesma, provavelmente da família Limacidae (Mollusca: Heterobranchia: Pulmonata: Stylommatophora: Sigmurethra: Limacoidea), algo como Deroceras por exemplo, é possível ver o manto, que contém uma concha vestigial interna. Neste caso, os pelos é sujeira que grudou nela por ser pegajosa e é dura por estar um tanto seca, é visível que não possui exoesqueleto.

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Besouro Serra-Pau Cotyclytus em São Paulo

Fala Cesar, tudo em paz? venho com um bichano ainda da trilha, a principio pensei ser alguma vespa kk, mas vi que vc postou a pouco tempo um parecido com esse, e se não me engano ele era um besouro serra pau 🤔
Plenn_ de São Paulo, capital.
Imagino que esteja falando do Clytini (Cerambycidae: Cerambycinae) fotografado pelo Alberto. Meu melhor palpite neste é Cotyclytus curvatus, eu mesmo me impressionei com o quão bem eles mimetizam vespas não só na aparência, mas no comportamento.

Provavelmente eles não "serram" a madeira, de modo que "serra-pau" para alguns autores se refere a algumas espécies de lamiíneos, que "serram" a madeira com suas mandíbulas, eu os chamo assim por falta de outro nome. Baseado em outros membros da tribo, a fêmea deve botar ovos sob a casca das árvores, onde a larva passa a abrir galerias. Aparentemente, este exemplar está sujo de serragem, deve ter emergido há pouco.

"Mamangava" em Minas Gerais: Eulaema?!

Ainda não sei diferenciar Bombus de Xylocopa, mas eu diria que é Bombus. Seria possível chegar na espécie?
Obs: Mamangavas podem até ser dóceis e não ferroarem sem motivo, mas essa me mordeu sem mais nem menos.
Pedro S de Raposos, Minas Gerais
Pedro, estou bem confuso com esta abelha. No meu entender, com esta tíbia modificada tem que ser Apini o que exclui Xylocopa, a ausência de arólios me levaria a  Bombina + Euglossina. Como Bombus esta característica também não me parece presente em Bombus, em Euglossina nos levaria a Eulaema (macho de E. [Apeulaema] nigrita?), mas ainda assim tenho dúvida, não me parece correto, não estou mesmo conseguindo saber qual abelha é esta.

Mosquinha Lauxaniídea em Brasília

Olá, Cesar, saberia a identificação desta mosca, por favor? Fotografada em Brasília, numa mata fechada, próximo a uma nascente bem límpida. Abrçaos!
Rodrigo Conte de  Brasília, Distrito Federal.
Lauxaniidae, não consigo dar palpite de gênero, mas é algo semelhante a Sapromyza spp. (Lauxaniinae).

Percevejo Oncopeltus em São Paulo

Oi Cesar, encontrei este besouro no quintal da casa da vó. Liguei a lanterna nele para focar melhor a foto. 
Guilherme Batista de São Paulo.
Oncopeltus sp. (Lygaeidae: Lygaeinae), provavelmente O. (Erythrischius) unifasciatellus.