sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Louva-a-Deus Folha Seca em São Paulo

Caros, qual é a especie deste inseto? Trata-se do gafanhoto folha seca?
Foto tirada em São Carlos, SP
Gustavo J. Moretti.
Com uma pequena confusão por não se tratar de um gafanhoto, mas um louva-a-deus, sim, está correto pois foi feito o pedido na postagem correta. É uma Acanthopidae, mas até mesmo o gênero é difícil, quanto mais a espécie, talvez o César possa nos dizer.

Ciclo de Mariposa Collomena no Espírito Santo

Fechei o ciclo dessa mariposa; A pupa fica dentro do casulo, que é feito raspando o galho. Descobri que ela é a lagarta que a Charops que eu enviei parasita;
A pupa é comum.
Kel de Cariacica, Espírito Santo.
Eu pesquisei toda a nossa fauna de Euteliidae, sem resultado. Estava perto, por que é outra família pequena de Noctuoidea, Nolidae. Esta é uma Collomena (Collomeninae/Sarrothripinae), sendo que temos pelo menos C. filifera e C. haematopis, esta segunda não encontrei imagens.

Mariposa e Lagarta Callopistria na Bahia

Aqui em casa. Se alimentam de samambaias e se enterram. Tive sorte de presenciar quando ela emergiu do solo: Salvador
Rafael Salvador.
Esta é uma uma Callopistria sp., gênero de distribuição mundial, cuja taxonomia confusa fica entre as subfamílias Noctuinae, Hadeninae, Acronictinae e, penso que o que há de mais recente, Eriopinae. Callopistria floridensis é a espécie que vejo registros para o Brasil, mas talvez tenhamos outra. Curioso que esta lagarta tem coraçõezinhos.

Crisálida Desconhecida em Minas Gerais

Olá Cesar, tudo bem? Encontrei essa crisálida em um parque de JF, e pra variar, ela estava parasitada e morreu. Fiquei curioso de saber pelo menos qual seria o gênero. Me parece com crisálidas de Hamadryas sp., mas sem certeza. Te agradeço qualquer ajuda. 
Abraços,
Marcelo Brito de Juiz de Fora, Minas Gerais.
Não creio que tenha muita relação com Hamadryas, concordammos em Nymphalidae, mas vai que até isto está errado, não encontrei alguma que tenha me parecido realmente próximo. Não entendo o que seja esta estrutura que se vê abaixo, mas me parece estar no alto da cabeça, sem relação com antenas ou palpos, isto talvez dê ideia da aparência da lagarta. Como sempre, se alguém tiver ideia, por favor, use os comentários.

Lagarta Noctuoidea no Pará

Olá César, Tudo bem?
Encontrei essa lagarta na arvore do meu quintal, gostaria de saber qual lagarta é?
Sou de Santarém/PA. 
Desde já agradeço.
Juliano Freitas.
Juliano, seria bom vê-la viva. Saberia dizer qual a árvore? Me parece ser de uma mariposa Noctuidae ou Notodontidae, sem ideia além disso, mas talvez consiga pela planta hospedeira.

Aranha Papa-Moscas no Rio de Janeiro

Bom dia César!
Poderia me ajudar com a identificação do gênero dessa papa-moscas? Encontrei no muro da minha casa (Rio de Janeiro, capital).

Muito obrigado!
Um abraço,
Rafael Mirante.
Vejo que são fotos de fotos em um monitor, mas é impressionante que tenha conseguido tanta qualidade desta forma. Infelizmente, não encontrei uma papa-moscas que se assemelhe a esta na nossa região. Tenho por mim que pode ser alguma Frigga (Aelurillinae/Freyinae), estes padrões no abdome se aproxima muito do de algumas, talvez seja um indivíduo jovem.

Percevejos de Renda na França

Oi, tudo bem? Eu comecei a ver que a minha casa está cheia destes bichinhos. Aparentemente eles ficam pegados nas roupas. Eu moro na França e agora é verão. Eu nunca tinha visto esses bichinhos antes. Mas parecem que eles pegam mais nos tecidos claros (não tenho muita certeza). Eles parecem meio transparentes e são muito pequenos mesmo. Eu tinha que aproximar bem a câmera. Me deu a impressão que eles não voam. Mas eu moro no quarto andar e eles aparecem pela sacada, pois coloquei umas roupas para secar e passado um tempo eles surgiram. Obrigado
Bibi Bailas.
É difícil dar aquela certeza, Bibi, mas olhando assim parecem percevejos-de-renda da família Tingidae (=Tingitidae), quem sabe Corythucha ciliata (Tinginae: Tingini), que vejo ser espécie bastante citada como invasora na Europa. Se for, não sei explicar o que acontece, mas temos um caso análogo aqui no Brasil. Eles necessariamente vivem em plantas, precisam delas pra sobreviver, alguma deve estar infestada por perto.

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Mariposa Incienso no Uruguai

Olá Cesar, tudo bem? Estou aproveitando esta postagem para pedir se lhe é possível identificar esta borboletinha. Recolhi-a do chão, à sombra, ofereci água açucarada e, depois de ela ter bebido, aproximei-a de algumas flores mas ela não subiu, ficou caminhando na minha mão, ao sol, durante o que pareceu meia hora, e em algum momento bateu as asas e voou.
María Luisa Rodríguez.
Nas duas últimas postagens deste grupo eu falei sobre a necessidade de ver a vista ventral das asas para ter certeza de qual é (1, 2), então ficaria feio se eu dissesse que ainda não dá. Esta me parece ser Tegosa orobia orobia (Nymphalidae: Nymphalinae: Melitaeini), que parece ser conhecida no Uruguai por mariposa incienso, lembrando aos leitores que, no Brasil, elas são borboletas.

Potó em São Paulo

Este é meu mesmo. Nós tínhamos uma única postagem de potó do gênero Paederus (Staphylinide: Paederinae: Paederini), encontrei este recentemente, estou acrescentando ao nosso acervo. Algumas espécies de potó podem causar sérias lesões na pele, principalmente se alguém dá um tapa nele na pele, como se mata mosquito. São Paulo, capital.

Besouro Chalepini no Paraná

olá amigo Cesar! td bem?? seria possível ID? Santo Inácio-PR....são bem pequenos menos de 1 cm!
Maria Fachini Agostinho.
Este é um besouro da tribo Chalepini (Chrysomelidae: Cassidinae). Muitas espécies são semelhantes a esta, comoa espécie-tipo Chaleppus sanguinicollis.