domingo, 16 de fevereiro de 2020

Provável Formiga Ectatomma em São Paulo

Olá, Cesar.
Esta também seria uma formiga carpinteira? Achei bastante interessante estas "ranhuras" no corpo. Só notei isto depois que eu vi a foto.
Abraços de sabiá,
Ricardo Perez Pombal de Campinas, São Paulo.
Não, pe algo bem diferente, meu melhor palpite é Ectatomma sp. (Formicidae: Ectatomminae: Ectatommini), o comportamento parece concordar, por forragear de forma solitária. Por um lado não tenho muita segurança, por outro não vejo muita possibilidade, o gênero mais semelhante a este é Gnamptogenys.

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Mariposa-Vespa Sesiídea em Santa Catarina

Oi, tem como me ajudar na ID deste? Estava tentando sair por uma vidraça lá de casa. É pequeno, em torno de 2 cm. Acho que estava exausto por que ficou bem quieto enquanto eu fotografava. Fotografei e soltei no pátio. Campeche, Florianópolis, SC.
Angelica Maris.
Esta é uma mariposa-vespa da família Sesiidae, tem semelhança nos padrões com a do Rodrigo em Brasília, não consegui gênero ou espécie, mas PyBio tem imagens dela, meu melhor palpite é Carmenta sp. (Sesiinae: Synanthedonini).

As larvas dos sesiídeos são lepidobrocas, consomem as plantas por dentro do caule.

Mariposa Psychocampa em Minas Gerais

Oi Cesar! Essa mariposa foi identificada como Psychocampa sp. (Mimallonidae: Cicinninae), macho, por @rstlaurent, no INaturalist. Encontrei a bonita em Itaguara - MG
TaMi.
As larvas de Mimallonidae, a exemplo dos bichos-do-cesto, carregam seu casulo de abrigo. Encontrei imagem de uma larva identificada como Psychocampa.

Mariposa Desconhecida em São Paulo

Olá Cesar, tudo bem?

Registro em Pindamonhangaba (SP), 1/1/2019 .

Que bicho é este?

Me está parecendo que essa mariposa esta pertencendo ao gênero Macrochilo.

Mas não estou achando nenhuma informação deste gênero no Brasil.As mais parecidas são:

Macrochilo santerivalis
Macrochilo louisiana
Macrochilo orciferalis

Existe algum outro gênero parecido no Brasil?
Daniel.
Acho que aqui eu só vou confundir mais. Os padrões alares são muito simples, me parecem muito familiares, mas mariposas de grupos distantes podem apresentar padrões semelhantes. Estes palpos longos são comuns em grupos diferentes também, se ela for aparentada de Macrochilo, ela é Herminiinae (Erebidae), se for um pouco menos aparentada é Hypeninae, grupo menos diverso. Eu acho que pode pertencer a estes grupos, ou talvez outra coisa na família, mas meu problema com Erebidae é que os palpos parecem curvos para baixo, isto é muito estranho. Por isso, eu vou levantar também a possibilidade de ser uma Crambidae

Triozídeo no Paraná

Oi Cesar,
Encontrei esse inseto em Ibiporã-PR, no dia 07/04/2019.
Por favor, poderia confirmar se é da Família Triozidae? A foto não ajuda, mas seria possível chegar ao gênero e/ou espécie? Muito obrigada.
Ísis Meri Medri.
Parece um triozídeo, mas é vendo bem as veias nas asas que se diferenciam dos psilídeos. Eu chutaria Trioza/Lauritrioza, mas eu não tenho mesmo como determinar neste grupo, são poucas as espécies com imagens.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Ninfas de Gafanhoto-Soldado em Pernambuco

Gostaria de saber que inseto é este. Encontrei em Aldeia /PE
Obrigada
Maria Helena Leal Schuler.
São ninfas bem jovenzinhas de gafanhoto-soldado ou gafanhoto-brasileirinho Chromacris sp. (Acrididae/Romaleidae: Romaleinae: Romaleini). Ao crescer, elas deixam o comportamento gregário e ganham uma bela coloração verde, amarela e azul.

Lagarta Opsiphanes em São Paulo

Olá, Cesar.
Em linhas gerais, é possível diferenciar borboletas de mariposas pelo hábito diurno e posição das asas. Existem diferenças também na fase larval? Ou seja, é possível saber se esta lagarta é de mariposa ou de borboleta só pela aparência? Daria para arriscar o nome popular da futura borboleta/mariposa?
Ricardo Perez Pombal de Campinas, São Paulo.
Borboletas não são um grupo à parte em relação às mariposas, mas um grupo interno. O número de exceções em relação a esta questão das asas e hábitos é muito grande. As antenas clavadas, dilatadas no ápice é uma característica que me parece mais confiável para se reconhecer uma borboleta, mas há ainda algumas mariposas com esta característica.

Se há uma característica que separa as larvas de Papilionoidea das demais, deve haver, mas eu desconheço e devem ser caracteres muito sutis. O que a gente faz normalmente é reconhecer características de determinados grupos; estas "duas caudas" e chifres na cabeça é comum entre algumas Satyrinae (Nymphalidae), grupo de borboletas. Me parece Opsiphanes sp. (Brassolini) perto de empupar, mas às vezes elas nos pregam peças.

Cochonilha Gigante em São Paulo

Olá.Sou de Piedade, SP. Essa criaturinha apareceu no meu ombro, deve ter caído em cima de mim quando eu estava deitado à noite. Parecia inofensivo. Muito lento, media acredito que um pouco menos de 1cm.Poderia identificar por favor?
EdDroid79.
Ed, esta é uma cochonilha-gigante da família Monophlebidae (= Margarodidae: Monophlebinae), já publiquei diversas, mas sem pista de espécie. Agora, pesquisando gênero por gênero, das poucas imagens que se vê, a mais semelhante é do gênero Palaeococcus e neste gênero o CTFB registra para o Brasil apenas P. brasiliensis.

Caruncho do Pão em São Paulo

Oi. Pode me ajudar a identificar esse inseto? Tem aparecido no meu apto (2º andar)Em São Paulo, zona oeste, nas paredes. Já juntei mais de 10 em um único dia. Eles aparecem mais próximos ao meu quarto. Seria uma infestação em algum móvel? Há algum perigo /risco/ picam?

Obrigada
Fernanda Ramos.
Fernanda, eu estou estranhando um pouco as proporções do corpo, mas tudo o mais aponta para Stegobium paniceum (Ptinidae: Anobiinae: Stegobiini), espécie presumivelmente de origem africana. De acordo com BugGuide:
Habitat: residências e outras edificações que contenham produtos alimentícios processados e embalados ou espécimes de museus / herbários (...) 
Alimentação: as larvas se alimentam de uma variedade muito ampla de materiais de origem vegetal e animal (incluindo medicamentos tóxicos para o ser humano, especiarias, tabaco, couro, madeira, têxteis...), podem atacar coleções de plantas secas, livros antigos e papel; adultos não se alimentam
Procure em produtos como alimentos estocados, tanto para alimentação humana como ração animal. Para estender um pouco a possibilidade, larvas de outros anobiídeos são brocas de madeira. 

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Esperanças Recém-Nascidas em São Paulo

Olá de novo, Cesar, sou de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, e algumas semanas atrás apareceram esses ovos na citronela aqui de casa, cerca de meio centímetro de comprimento cada. Hoje de manhã vi as ninfas que saíram deles, mas não sei de que inseto são. Das antenas até as pernas de trás medem entre 3 e 4 centímetros, sendo uns 2 centímetros de antenas e quase meio centímetro de corpo. Pode dizer o que são e se fazem algum mal à planta?
João Pedro Perini.
São pequenas esperanças da família Tettigoniidae. Elas se alimentam da planta, creio que você pode movê-las para qualquer capim, sem problemas pra elas.