sábado, 21 de julho de 2018

Louva-a-Deus Phyllovates em São Paulo

Olá, César!
Esse louva-a-deus eu fotografei em Valinhos/SP.
Algum palpite de identificação?
Obrigado!
Gabriel Bergamaschi.
Deve ser uma Phyllovates sp. (Vatidae: Vatinae).

Vespas Caçadoras de Aranhas em São Paulo

Bom dia, Cesar. Acho que este pedido vai ser difícil.
A primeria vespa carregava uma aranha da família Anyphaenidae. Meu melhor pálpite é Auplopus sp. com base nesta imagem, o único problema é que a imagem parece ser de Cingapura.
A segunda também parece ser Pompilidae e, nesse caso, seria a menor Pompilidae que já vi.
De Cotia, São Paulo.
Lucas Rubio.
Parece que nós temos umas trinta Auplopus spp. (Pepsinae: Ageniellini) no Brasil, então este não me parece um problema, o difícil é saber se aquela identificação está correta, pois está como "possivelmente", todas as outras imagens que vejo do gênero mostram indivíduos negros. Já o segundo, aranhas variam muito em tamanho, como os pompilídeos são especializados nelas, há pompilídeos bem pequenos (1, 2), mas não consegui um bom palpite de gênero, mesmo consultando um por um.

Aranha Filistatídea no Rio Grande do Sul

encontrei varias aranhas assim na minha casa e gostaria de saber se elas são aranhas marrom.
Luís Gustavo #ORDIGANIXTRO do Rio Grande do Sul.
Luís, eu estava certo na família Filistatidae e para o Rio Grande do Sul eu encontrei duas possibilidades, Pikelinia arenicola, que não encontrei nenhuma imagem, mas dá pra ter ideia da aparência semelhante pelas outras espécies do gênero, e Misionella mendensis; ambas possuem a mesma coloração e padrões gerais. Nesta família, se baseado em outras espécies, as fêmeas (esta parece ser uma) vivem em frestas com teias, enquanto os machos são caçadores ativos.

Lagartas do Ceará

Olá César, Boa tarde! Sou de Fortaleza-CE.

Eu gostaria de saber quais são os tipos de lagartas abaixo:
Ana Laricia.
Ana, esta primeira é larva de borboleta e me parece Euptoieta hegesia meridionalis (Nymphalidae: Heliconiinae: Argynnini), o problema é a linha branca contínua no dorso, geralmente ela é falhada, se eu estiver errado na espécie, talvez alguém possa me corrigir. A segunda é larva de mariposa Periphoba sp. (Saturniidae: Hemileucinae), esta é urticante, deve-se evitar o contato.

Percevejo Coreídeo Sphictyrtus no Amazonas

Olá boa tarde!
Sou de Manaus-AM e encontrei esse lindo inseto no meu quarto botando uns ovinhos, gostaria de saber a espécie dele.
att,
Neto Riccieri.
Neto, eu não consigo determinar a espécie exata dele, mas é alguma Sphictyrtus sp. (Coreidae: Coreinae: Hypselonotini). São insetos fitófagos, ela não escolheu um bom lugar pra botar os ovos. Se os tolerar nascer em casa, eles podem ser devolvidos à natureza após nascerem, não representam perigo em casa.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Jequitiranaboia na Bahia

Oii César, tudo bom? Olha essa espécie que achei aqui na entrada do meu condomínio ( o pessaol tava com medo, eu fui logo tirar foto kkkkk) ele é muito grande. Estou morando em Ilhéus na Bahia. Já a aranha foi na minha casa em Minas. Me dê uma ajuda com esses carinhas ai, valeu.
Juarez Calixto.
Esta é uma jequitiranaboia (nome com uma dúzia de variações) Fulgora sp. (Fulgoridae: Fulgorinae: Fulgorini), símbolo da Sociedade Brasileira de Entomologia. Muitas lendas rondam este inseto, mas é uma criatura inofensiva. A aranha era uma aranha-de-prata.

Barata D'água no Rio de Janeiro

Salve César. Tem tempo que não te mando nada, mas recentemente encontrei este amiguinho bem peculiar na porta de casa. Pode me ajudar a identificar?
Pedro Mello do Rio de Janeiro.
Esta é uma barata-d'água Lethocerus sp. (Nepomorpha: Belostomatidae: Lethocerinae), um percevejo-predador aquático, que pode produzir uma picada dolorosa se manuseado incorretamente.

Mariposas de Pernambuco

César, boa noite! Fiz uma viagem recentemente para o interior de PE (Bonito, no Agreste) e encontrei alguns seres -mariposas, acredito eu- diferentes dos que eu costumo encontrar na Zona da Mata Meridional, onde eu moro. Gostaria muito que você por favor me ajudasse a identificá-los. Muito obrigado !
José Neto.
Esta primeira, há gêneros semelhantes como Letis, que pelo que vejo há até sinonímia, mas eu acredito que seja o válido pra ela é Feigeria sp. (Erebidae; Erebinae: Thermesiini), talvez F. alauda (= Letis alauda).A segunda é uma Dirphia sp. (Saturniidae: Hemileucinae), provavelmente D. moderata. Já a terceira está complicada, espécies monocromáticas são muito difíceis, talvez nem seja monocromática se visto o abdome e segundo par de asas, pernas dificilmente são visíveis em espécimes de museus, pro enquanto eu acho que é alguma Erebidae: Arctiinae.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Bicho-Pau Urucumania em São Paulo

Olá, Cesar.
Moro próximo ao Bosque dos Jequitibás (floresta residual do planalto paulista) em campinas-SP e hoje, dia 18 de julho, encontrei este inseto agarrado ao muro. Gostaria de saber, se possível, qual o nome popular deste bichinho simpático e se é venenoso, pois sua coloração amarela e preta é bastante chamativa.
Abraços de sabiá, Ricardo.
Ricardo Perez Pombal.
Ricardo, insetos da ordem Phasmida ou Phasmatodea são conhecidos popularmente por bicho-pau, embora este não seja o melhor exemplo para este nome. Me parece ser uma fêmea de Urucumania borellii (Pseudophasmatidae: Pseudophasmatinae: Anisomorphini). Eu sei que alguns pseudofasmatídeos são capazes de espirrar uma substância capaz de causar danos aos olhos, ainda dizem que têm boa mira, mas eu não consegui informação se esta espécie é capaz disto. Creio que o Victor pode nos dar esta informação.

Náiade de Donzelinha em Minas Gerais

Encontrei um bicho no rio em Minas Gerais VOCÊ sabe o que é isso
Luiz Fernando Sousa.
Luiz, esta é uma náiade, forma imatura de alguma donzelinha (Odonata: Zygoptera). Não sei como chegar à família pelas larvas, mas pesquisando uma por uma, me pareceu mais semelhante às larvas (ou ninfas) de Calopterygidae. Estes insetos são predadores benéficos, podem se alimentar de larvas de mosquitos. Me parece que até aqui, nós só tínhamos náiades de libélulas verdadeiras, que assim como os adultos, são mais robustas.