sexta-feira, 31 de julho de 2015

Borboletas Heliopyrgus e Abelha Halictídea em São Paulo

Saudações Cesar.

Fotografei esta borboleta num entorno de brejo aqui em Morro Agudo/SP.

Seria uma Heliopyrgus domicella???

Abraços.

Marquinhos.
Marcos Cesar Campis de Morro Agudo, São Paulo.
Marquinhos, eu acredito que seu palpite está correto e que eu teria errado o meu. Heliopetes omrina e Heliopyrgus domicella (Hesperiidae: Pyrginae: Pyrgini) são muito semelhantes, este documento cita apenas a Heliopetes em São Paulo, além deste site mostrar duas imagens semelhantes à sua identificada como Helioptes. Seguindo os dados na Funet porém, daria razão a Heliopyrgus (1, 2), esta me parece a identificação correta.

A abelha, eu creio que seja Halictidae.

Mosca Predadora Dolicopodídea em São Paulo

Fotografei no meu quintal, acho que é algum tipo de mosca das flores.

Desde já agradeço.
Gustavo de Hortolândia, São Paulo.
Não, Gustavo, esta é uma Sciapodinae (Dolichopodidae), provavelmente Condylostylus sp. e elas são predadoras  mesmo em fase adulta.

Larvas Mata-Porcos no Rio Grande do Sul

Olá gostaria de saber que sao esses pequeninos.

Grata
Jessica Vargas de São Leopoldo, Rio Grande do Sul.
Jessica, estas são larvas mata-porcos do gênero Perreyia (Pergidae, Perreyinae). Animais podem morrer se ingerirem estas larvas.

Apesar do grande número em que as larvas são encontradas, adultos (vespas) são raramente vistos. Este estudo mostra que as larvas se alimentam de grama e fezes de gado, adultos provavelmente não se alimentam, morrem entre 36 e 72 horas.

Nossos dois registros eram paulistas, e neles eu citei que elas pareciam ser mais comuns no sul.

Larvas Desconhecidas em São Paulo

César, minha mãe tem um Imbé (Philodendron bipinnatifidum) no jardim. As flores têm apodrecido antes mesmo de se tornarem frutos. Em uma delas, eu encontrei essas larvas e o que eu penso que podem ser pupas. Nem mesmo sei dizer se são larvas de uma só espécie. Você consegue resolver esse "pepino"?
Tami de Altinópolis, São Paulo.
Estágios larvais são bem complicados, em especial com suspeita de serem besouros. Não encontrei, por exemplo, imagens das larvas de Conotelus (Nitidulidae). Estou marcando como não identificados, espero que seja possíviel descobrirmos do que são, a melhor forma seria mesmo vermos os adultos.

Lagartas em Trepadeira em Minas Gerais

E aí Cesar, tudo bem? Desta vez eu encontrei numa mata, alimentando de uma trepadeira espinhosa, esta curiosa lagarta com uma pinta laranja na parte traseira de seu corpo e cheia de pintinhas amarelas no restante do mesmo. Ela está com 3 cm e ainda alimentando... não sei se vai crescer mais. Estou criando ela, mas como sou curioso, gostaria de saber sobre a espécie dela. Obrigado,
Marcelo Brito de Juiz de Fora, Minas Gerais.
Marcelo, eu tenho a impressão de que este é um estádio muito jovem, não consegui um bom palpite, talvez seja possível determinar descobrindo a planta hospedeira.

Infestação de Insetos em Portugal

Este bichinho começou a aparecer há uma semana atrás, pleno Verão cá em Portugal. Encontram-se nos por toda a casa, tanto nas paredes como no chão e até por cima dos móveis e camas. Estão em maior número no hall e na entrada de casa. Apresentam asas mas só voam quando nos aproximamos deles ou quando os tentamos matar. Espero que possa ajudar, obrigada ?‰
Mónica de Porto, Portugal.



Mónica, creio que as imagens não são suficientes, eu te peço que tente tirar mais imagens semelhantes à primeira, por ângulos diferentes, talvez com lentes de aumento, vejo que os bichos são muito pequenos.

As imagens podem ser anexadas aos comentários desta mesma postagem.

Picada de Bicho Lixeiro no Rio de Janeiro

oi . sou eu de novo . não é bem um pedido de identificação mas sim algo que me aconteceu essa semana . esse bicho lixeiro me mordeu !

estava eu sentado quando percebi esse bichinho caminhando no meu braço . como nunca oivi nenhum relato de mordida não me importei . fiquei observando seu caminhar até que ele parou na minha mão e só senti uma fisgada , parecido com uma mordida de formiga .

tirei ele rápido e no local da mordida ficou um carocinho branco com um furinho no meio . depois doeu bastante mas após uns dez minutos já não tinha mais nada .

acho que ele pensou que eu fosse um pulgão gigante ! risos
obs : estou bem , não precisa se preocupar ! risos 
depois de tudo soltei ele num pé de couve ele começou a comer pulgão no mesmo instante . tadinho , tava mesmo era com fome . 
valeu !
João de Volta Redonda, Rio de Janeiro.
João, larvas de Chrysopidae, assim como as demais Neuroptera spp. são predadoras vorazes e creio que todas possam produzir uma picada, possivelmente dolorosa, mas não perigosa, recomendo nestes casos apenas lavar bem o local da picada, com água e sabão, pra não infeccionar. O Thomas do Paraná relatou ter sido picado na cama.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Hesperança Pycnopalpa em São Paulo

Olá, encontrei esse inseto lindo no vidro de casa e gostaria de saber o seu nome. Esses corações na cabeça é de apaixonar!!
Lilian de São Sebastião, São Paulo.
Lilian, suas imagens combinam perfeitamente com a esperança Pycnopalpa bicordata (Tettigoniidae: Phaneropterinae: Pycnopalpini). Certa vez suspeitei de termos uma ninfa da espécie. Ela mimetiza com perfeição uma folha em não muito bom estado de saúde.

A região com desenhos de coração é chamada pronoto.

Mutuca em Pernambuco

Olha essa mosca que estava em minha casa Cesar!!
Igor Gouveia de Ferreiros, Pernambuco.
Esta é uma mutuca ou botuca da família Tabanidae. Os olhos indicam que é macho, não suga sangue.

Acredito que seja uma Tabanus sp., o gênero mais comum.

Mariposa Palpita no Rio de Janeiro

oi . eu encontrei essa mariposa ontem voando na varanda lá pelas dez da noite . achei tão linda que tive que pegá-la pra ver .
tinha uns 4 centimetros e era de um branco tão lindo . já soltei ela mas gostaria de saber alguma coisa sobre . pode me ajudar ? 

obrigado .
João de Volta Redonda, Rio de Janeiro.
João, eu acredito que ela seja uma Palpita sp. (Crambidae: Pyraustinae: Spilomelini). Baseado na identificação do Wolf, deve ocorrer P. flegia na nossa região (?), que possui a margem das asas prateada, ao invés do dourado tradicional.

Veja também Stemorrhages sp.