sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Barbeiro Triatoma no Piauí

Olá , gostaria de saber os gênero desses insetos para um trabalho da faculdade
Isa de Piripiri, Piauí.
Este eu faço questão de identificar. Trata-se de um barbeiro (Reduviidae: Triatominae), provavelmente Triatoma brasiliensis, principal vetor da doença de Chagas no Nordeste e bem distribuído no Estado do Piauí. Este documento pode ajudar a separar espécies próximas e este outro (pág. 4, nº 60) informa que no Piauí, entre 1978 e 1980, 4,4% dos barbeiros estavam infectados por " flagelados morfologicamente similares a Tripanossoma cruzi" contra apenas 0,8% em 2008.

Ao encontrar um inseto desses, é interessante coletá-los vivos e levar a uma unidade médica próxima, Centro de Controle de Zoonoses ou outro órgão responsável.

Borboleta Papilionídea no Piauí

Olá , gostaria de saber os gênero desses insetos para um trabalho da faculdade
Isa de Piripiri, Piauí.
Insetologia não apoia a matança de animais
Isa, tenho me perguntado sobre o quão correto é eu identificar para trabalhos de faculdade. Vou tentar dar direcionamentos. Esta borboleta pode ser encontrada algumas vezes no marcador Papilionidae.

Joaninhas do Paraná

Olá, César. Já vim aqui outra vez, por causa de uma "ninfa de coreíno no norte do paraná". Desta vez estou vindo aqui por causa de duas joaninhas. As joaninhas aqui em Curitiba costumam ser ou vermelhas, ou laranjas, ou amarelas com bolinhas pretas e tem uma outra magrela que é verde com bolinhas amarelas (inclusive tinha uma no meu quarto hoje). Apesar de eu achar várias diferentes dessas.

Aqui tem duas, uma parece uma pérola quando está no sol, é bem clarinha, meio transparente nas asas, foge do sol e tem a parte debaixo dela branca. A outra é igual as primeiras que eu citei, só que é branca com bolinhas pretas e não foge do sol. Sabe me dizer se elas são espécies ou são albinas? Obrigado!

Obs: Elas estão na minha mão/pulso/braço, mas não dá pra perceber em algumas por causa da posição. A primeira principalmente.

Obs2: Amo seu trabalho.
Angel Pereira de Curitiba, Paraná.
Angel, o primeiro indivíduo, eu creio que seja uma Cycloneda sp. (Coccinellidae: Coccinellinae), C. puncticollis ou C. zischkai. A joaninha-asiática Harmonya axyridis, é uma espécie que varia muito em coloração e um exemplar de coloração clara, pode ser muito difícil de diferenciar; na ordem em que foram citadas aqui, compare 1, 2 e 3. Nossas Cycloneda normalmente são inferiores a 6 mm enquanto as Harmonya são maiores.

O segundo indivíduo, eu creio que seja mais uma espécie que varia muito em coloração, Olla v-nigrum (idem), seu exemplar combina bem com este.

Obrigado, Angel.

Esperança-Folha no Rio de Janeiro

César, qual o gênero deste bicho folha?
Pedro Mello de Rio de Janeiro, capital.
Pedro, meu melhor palpite é Stilpnochlora sp., mas garantir mesmo, só até Orthoptera: Ensifera: Tettigoniidae: Phaneropterinae (= Phaneropteridae: Phaneropterinae).

Eu concordo com o uso do nome bicho-folha, mas prefiro usá-lo para os impressionantes filiídeos (1, 2 e 3), que não ocorrem nas Américas.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Besouro Trogossitídeo em São Paulo

Oi César! Gostaria de saber a ID desse besourinho. (Altinópolis-SP).
Tami de Altinópolis, São Paulo.
Tami, na minha opinião, este é um besouro da família Trogossitidae (Coleoptera: Adephaga: Cleroidea), nova para o Insetologia. A espécie mais conhecida é Tenebroides mauritanicus (Trogossitinae: Trogossitini), praga de produtos armazenados e eu acredito que esta seja uma espécie próxima.

Broca-da-Paineira em São Paulo 2

Boa tarde, este inseto apareceu ontem aqui na minha casa. Gostaria de saber seu nome, classificação e origem...
Sou de Barueri, SP
Luciano de Barueri, São Paulo. 
Um seguido do outro, broca-da-paineira Steirastoma meridionale (ou meridionalis; Cerambycidae: Lamiinae: Acanthoderini). As larvas são brocas de paineiras (Bombax e Chorisia spp.) podendo comprometer a árvore.

Broca da Paineira em São Paulo

Salve Cesar, que espécie é essa que apareceu hoje na porta de um prédio comercial na zona norte da cidade de São Paulo?
Abraços!
Diego Blum de São Paulo, capital.
Salve, Diego. Este é um besouro serra-pau da família Cerambycidae. Não está muito fácil discernir a espécie, mas creio que seja a broca-da-paineira Steirastoma meridionale (ou meridionalis; Cerambycidae: Lamiinae: Acanthoderini).

Percevejos e Formiga-Fantasma em Minas Gerais

César vc pode me ajudar de novo rsrrs.. Apareceram esses bichinhos aqui em csa.. Dê uma olhadinha e me diz se são perigosos se transmitem doença.. tentei observar o parelho bucal e de ambos parecem de fitófagos.. mas cmo não sou nenhuma especialista fiquei na dúvida.. obs: o primeiro tipo são dois bichos, um tá meio branquinho pq tava com cloro e as antenas e as patas já se foram / o segundo era bem fininho e quase q a câmera não pegava, ele é castanho e o abdome por baixo é meio verde
Karla de Montes Claros, Minas Gerais. 
Karla, invalidando sua análise, você invalida também a minha, pois também não sou nenhum especialista.

O primeiro é o recém publicado percevejo ropalídeo Jadera sanguinolenta (Rhopalidae: Serinethinae).

Na última imagem, temos um bicho-das-cápsulas da família Berytidae (= Neididae; Berythidae?) e a espécie é provavelmente Jalysus sobrinus (Metacanthinae), com suspeitas de ser onívoro.

Se você tem que se preocupar com algum destes bichos, é o bicho da esquerda na primeira imagem, a formiga-fantasma Tapinoma melanocephalum (Formicidae: Dolichoderinae: Tapinomini). Ela é capaz de causar infestações severas em residências e, andando no lixo e nos alimentos, pode ser vetor de doenças.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Borboleta Polyctor em São Paulo

Saudações Cesar.
Fotografei esta Borboleta/Mariposa no entorno de uma mata aqui em Morro Agudo/SP.
Seria possivel identifica-la?
Abraços.

Marquinhos.
Marcos Cesar Campis de Morro Agudo, São Paulo.
Marquinhos, apesar de parecer mais clara do que todas as que vejo, eu acredito que esta seja uma Polyctor polyctor polyctor (Hesperiidae: Pyrginae: Pyrgini).

Aranha Creugas em São Paulo

Olá, encontrei essa aranha na parede do meu quarto... Logo que me percebeu, correu pra trás de um papel de anotações que tenho colado nela... Fiquei com dúvida de se tratar de uma marrom ou não... Com as pernas esticadas deve ter algo em torno de 1 a 1,5 cm...
Lucio de Lorena, São Paulo.
Lucio, esta certamente não é uma aranha-marrom e, na minha opinião, se trata de um macho de Creugas gulosus (Corinnidae). É bom revisar roupas e calçados antes de usá-los, se ela entrar em uma peça do vestuário, poderá picar, mas esta não é uma aranha perigosa. Conseguindo coletar viva, peço que as devolva à natureza.