sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Lepidópteros de Minas Gerais

Olá Cesar!! Envio alguns Lepidópteros. Em breve pesquisa, creio ter conseguido dar algumas identificações.Todas fotografadas na Serra do Caraça - Catas Altas - MG - Out. 2014
1 - Riodina lycisca

2 - Charis cadytis

3 - Parana soana bacana ( Esta não tenho certeza - localizei através de ajuda no Facebook e em um site: Butterflies Of America.

4 - Cyllopoda sp.
Abraço!
Davidson Moreira de Contagem, Minas Gerais.
1 - Vou apostar também que seja R. lycisca, mas noto que a faixa das asas superiores parecem incompletas. Learn About Butterflies diz que esta é a única espécie de Riodina que não tem a parte negra abaixo do alaranjado nas asas inferiores. A página de Butterflies Of America mostra o holótipo totalmente sem o alaranjado, presente na outra galeria, o que talvez seja dimorfismo sexual.

2 - Riodinideos são muito difíceis, pois muitas espécies mimetizam outras e há gêneros que são quase indistinguíveis. Este exemplar de Charis cadytis  também tem a marca alaranjada diferente da maioria, mas em Butterflies Of America nós vemos uma boa possibilidade de variação.

3 - Só corrijo para Panara, não Parana e eu não sei se dá pra falar em subespécie. Todas até aqui são Riodinidae: Riodininae.

4 - Alterei a ordem, pois no seu envio esta era a primeira. Eu tinha desistido de postá-la junto com os riodinídeos, pois Cyllopoda é um gênero de mariposas (Geometridae: Sterrhinae: Cyllopodini), já tivemos aqui uma boa discussão (e uma boa confusão) com estas borboletas pelas muitas espécies semelhantes, um grupo que envolve borboletas e mariposas de várias famílias. A minha decisão de postar juntas está no fato de que este grupo também inclui riodinídeos, mas notem que a mariposa aqui registrada, tem antenas com pelinhos, enquanto as borboletas têm um alargamento na ponta das antenas.

Parabéns pelas identificações!

Provável Percevejo Mirídeo em Minas Gerais

César encontrei esse bicho aki dentro do balde com água e fiquei com medo de ser barbeiro.. Ele perdeu uma das patas e tirei foto do aparelho bucal p vc identificar
Karla de Montes Claros, Minas Gerais.
Karla, pode ficar tranquila que este percevejo bonito não é um barbeiro, definitivamente.

Meu primeiro palpite, é que ele deveria ser um coreídeo mas, se fosse, creio que os ocelos (olhinhos pequenos) deveriam ser visíveis na primeira imagem. Meu melhor palpite é que ele seja da família Miridae, que tem ocelos ausentes, e é comum nesta família as antenas longas e pernas delicadas. Este documento, registra 296 espécies diferentes de mirídeos pra Minas Gerais, são muitas, certamente não temos imagens disponíveis de todas, eu creio que este seja um deles. O curioso nesta família é que alguns são fitófagos, outros, predadores.

Qual o tamanho aproximado do bicho?

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Lagarta Caixão-de-Defunto em Santa Catarina

boa tarde Cesar aos poucos vou te enviando algumas imagens dos estagios que acompanho das lagartas que estou criando em casa,essa estah no casulo ja á uns 15 dias (em 29/10), em media.
Marie de Itapema, Santa Catarina.
Lagarta e Pupa da Borboleta Caixão-de-defunto Papilio thoas brasiliensis (Papilionidae: paplioninae: Papilionini)

Marie, se conseguir registrar o a adulto seria bem interessante. Algumas larvas de Papilio spp. são bem parecidas e sempre me fica a dúvida sobre a espécie exata.

Vespas de São Paulo

Vão aqui três vespas do camping de Serra Negra - SP, apenas para anotar a ocorrência no local. Um abraço.
Elvenar Reis Laranjeira de São Caetano do Sul, São Paulo.

A primeira é um cavalo-do-cão da família Pompilidae, parasitoide de aranhas, as outras podem ser Vespidae, mas estou achando difícil determinar nestas imagens.

Piolho de Casca de Árvore no Paraná

Ola Cesar! Uma pena esse bloqueio dos pedidos. Principalmente para os viciados ( como eu) no site. Gostaria que me ajudasse com a identificaçao desse bichinho. Encontrado em area rural proximo a Curitiba PR. Agradeço desde ja
Maria de Curitiba, Paraná.
Oi, Maria. te agradeço pelo vício e, ainda bem que o sistema de comentários têm funcionado como uma carta na manga. A previsão de retorno dos formulários é 1 de dezembro, já não estamos mais tão longe.

Este inseto vive agregado nas árvores como os soldadinhos mas, diferentemente deste, não lhes causa dano nenhum, pois se alimenta dos fungos que nelas cresce. Trata-se de um piolho-de-cascas-de-árvores da ordem Psocodea (=Psocoptera). Neste eu dou um palpite de gênero, Cerastipsocus sp. (Psocomorpha: Psocidae: Psocinae/Ceratipsocinae: Cerastipsocini).

Besouro Girafa em Minas Gerais

Bom dia!, minha namorada encontrou esse inseto na casa dela e eu gostaria de colocá-lo no meu insetário, porém não consegui achar informações sobre este inseto.
Rafael Goulart de Uberlândia, Minas Gerais.
TaMi Miranda: Ahh que lindo! Ainda nao dei a sorte de achar um destes besourinhos! Tem uns bem parecidos com ele aqui no insetologia msm que o Cesar identificou como Brentus caudatus!

Cesar: Vejo outra espécie bem semelhante, B. armiger, pode-se compará-los aqui: B.c., B.a. Outra curiosidade são os nomes, que são grafados como Brenthus e Brentus, Brentidae e Brenthidae, Brentinae e Brenthinae dependendo da fonte. Este exemplar parece ter uma espécie de colar?

Escaravelho Cyclocephala em São Paulo

Mais um Cyclocephala, Cesar! Esse foi identificado como C. lunulata por Westerduijn, no grupo "Coleoptera" no Facebook.
Tami de Altinópolis, São Paulo.
Cyclocephala lunulata (Scarabaeidae: Dynastinae: Cyclocephalini)

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Salticidae de São Paulo 3

Fim das Papa-moscas
Elvenar Reis Laranjeira de São Caetano do Sul, São Paulo.
Mais uma vez, vou conjecturar que a primeira seja Freya decorata (Freyinae), com variação nos padrões das pernas. As outras são pouco distintas, não tenho um bom palpite.

Picada de Mosca-do-Pombo em Brasília

Gostaria da identigicaçao desse bicho que me picou aqui em Brasília.
Jorge de Brasília, Distrito Federal.
Jorge, esta é uma mosca-piolho da família Hipoboscidae, muito provavelmente a mosca-do-pombo Pseudolynchia canariensis (Ornithomyinae), também chamada de alma-do-pombo.

Embora haja a informação de que ela pode transmitir doenças ao homem, eu não consigo encontrar qual. aparentemente ela transmite o hematozoário Hemoproteus columbae às aves, mas este não causa danos ao hospedeiro.

Lagarta-Aranha no Rio Grande do Sul

Gostaria de saber que bicho é esse,se ao menos é um inseto,aracnídeo ou o que...
Adriel Franz de Cachoeirinha, Rio Grande do Sul.
Kemmy Oliveira: Também encontrei um desses recentemente, mas era numa cor avermelhada. Encontrei como "lagarta aranha", mas gostaria de mais informações sobre ele também.

Cesar: Como disse a Kemmy, esta é uma lagarta-aranha Phobetron sp. (Limacodidae), também conhecida por lagarta-macaco. Trata-se de um inseto, que se torna mariposa na fase adulta. Elas aparecem muitas vezes na literatura como lagartas de importância médica, capaz de causar acidentes, mas nós temos relatos de pessoas que as manusearam sem nenhum efeito (AQUI e nos comentários AQUI). Há informações de que elas podem desprender algumas de suas projeções para se livrar de seus predadores e de que também se beneficia de sua semelhança com aranhas.