quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Elaterídeo Bioluminescente em Brasília

Encontrei este inseto no Lago Sul, Brasília-DF e fiquei surpreso ao saber que é um dos insetos com maior bioluminescência, Besouro de Fogo. Correto?
Michel Maia.
Michel, muitas são as espécies de besouros da família Elateridae que produzem bioluminescência, você pode ver algumas espécies nestes artigos: 1, 2Costa (1975) já falava em quase vinte gêneros, distribuídos principalmente em Pyrophorini, mas também em Heligmini e Campyloxeninae. Pesquisando por "besouro de fogo", eu encontrei uma série de fontes (1, 2, 3) tratando assim a espécie Pyrophorus noctilucus (Agrypninae: Pyrophorini).

Por ser a espécie mais "famosa", muitas identificações na internet podem ser de outra espécie, erroneamente chamada assim. Comparando com o exemplar do Museu de Entomologia da USP - Esalq, vejo um exemplar mais claro, rajado, sem estrias evidentes nos élitros e com órgãos luminescentes proporcionalmente bem menores. Ele tem cerca de 3,7 cm., como o seu cabe em uma falange do dedo, ele me parece ser bem maior.

Devido à semelhança de muitas espécies e escassez de imagens de outras, prefiro não dar palpite além de Pyrophorini na identificação, mas P. noctilucus ele não é.

Gafanhoto na Bahia

Boa tarde, César!
Encontrei esse grilo ontem, no jardim de casa. Tinha pelo menos mais um próximo dele.
Lucas Vasconcelos de Catu, Bahia.
Lucas, este na verdade é um gafanhoto (Orthoptera: Caelifera). Apesar de ter me parecido familiar, infelizmente não encontrei sua identificação.

Besouro Serra-Pau Ambonus em Minas Gerais

Em Dom Cavati MG, à noite, na parede iluminada. 19/11/2017
Dael Júnior.
Este é o serra-pau Ambonus interrogationis (Cerambycidae: Cerambycinae: Elaphidiini). Não é difícil saber de onde vem o nome.

Ninfa de Louva-a-Deus Oxyopsis em Minas Gerais

Bom dia!

Esse aqui eu encontrei em Aiuruoca-MG (Serra do Papagaio) e nunca soube o nome. Pulou em cima de mim e ficou fazendo pose. O maço de cigarros serve de escala, media uns 3 ou 4 cm. É apenas curiosidade sem fins acadêmicos, mantenho um álbum com alguns insetos e gostaria de saber ao menos o gênero para a descrição (sempre colocando os créditos!). Desde já, fico grato.

* Reparei agora que se parece com o mascote da página :)
Tercio Luís Barroso de Paula.
O bichinho ainda é jovem, e ninfas normalmente são difíceis, mas este é Oxyopsis sp. (Vatidae: Stagmatoptrerinae).

Aranha Treme-Treme em Minas Gerais

Boa Noite, a minha residência está infestada deste tipo de aranha, fiquei com receio de ser uma venenosa, parece um pouco com a aranha vibradora, exceto pelas garras frontais (avermelhadas).
Poderia me ajudar na identificação.
Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.
Sara Silva.
Sara, a sua identificação está correta, vibradora, treme-treme, pernilonga, aranha-de-porão, família Pholcidae. Refere-se a toda uma família, com muitas espécies diferentes, embora geralmente muito semelhantes. É um macho, estou suspeitando que de Physocyclus globosus.

São aranhas praticamente inofensivas, mas sobre "aranhas venenosas", eu criei esta postagem.

Percevejos Mirídeos no Paraná

Olá Cesar todo ano na flor do Philodendron bipinnatifidum "banana-de-macaco" encontro estes insetos comparei com o da postagem é sinto que é o mais próximo que encontrei até hoje.
Peço gentilmente soccorro! Abraço Siddhartha ( Curitiba PR)
Siddhartha Delphis.
Siddhartha, você está correto na comparação por que também são Miridae (confiando que são adulto e ninfas de uma mesma espécie). Eu encontrei nesta planta um registro ainda mais semelhante àqueles Tenthecoris e um que me parece ser o mesmo que o seu, identificado também neste gênero, mas acho que não está correto. Eu tenho também boa dose de certeza que encontrei ilustração da espécie exata aqui (ou mais especificamente, aqui), mas é impossível ler.

Borboleta Caixão de Defunto no Paraná

Olha o que achei descansando nos ''matos'', César. É uma caixão-de-defunto, né? É possível saber o sexo dela pelo padrão das asas?
Eduardo Henrique Zanella, do Paraná.
Correto, Eduardo, caixão-de-defunto ou espia-só Papilio (Heraclides) thoas brasiliensis (Papilionidae: Papilioninae: Papilionini). O dimorfismo sexual evidente ocorre em algumas Heraclides, mas de acordo com butterflycorner.net, para esta espécie, "Sex differences: None".

Borboleta do Coqueiro em São Paulo

Boa noite,
Moro em Jaboticabal e gostaria de pedir a identificação dessas mariposas... percebi grande incidencia delas próximo do meu bairro durante essa semana e acabam entrando em casa atraidas pela luz. É época de revoada ou algo assim? Seria uma Noctuidae?

Agradeço desde ja e os parabenizo pelo excelente site e pela contribuiçao com o conhecimento social.
Wendy Colombo.
Wendy, esta na verdade é uma borboleta-do-coqueiro Brassolis sp. (Nymphalidae: Satyrinae: Brassolini). Infelizmente, não encontrei nada sobre a época delas, mas posso dizer que no Insetologia os registros de adultos são de outubro a dezembro com um em abril, deve haver duas gerações ao ano.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Besouro Desconhecido em São Paulo

Oi Cesar! Achei esse besouro morto dentro da água. Não dá para ver na foto, mas ele é azul-metálico. Tem como saber a Id? Essa estrutura do aparelho bucal é um equivalente à espiritromba dos lepidopteros? Seria esse lindo, um nectarívoro? Ele ele estava bêbado e achou que seria uma boa hora para pescar? Será que lembrou de tirar as roupas do varal quando saiu de casa? Melhor casar ou comprar uma bicicleta? São tantas perguntas!!!

* Eu guardei o cadáver junto com sílica, caso sejam necessárias novas fotos.
TaMi Miranda de Rio Claro, São Paulo.
Em uma "primeira olhada": Meloidae, parasitado por Nematomorpha. Em uma segunda olhada: Se for Meloidae, o bicho tem olhos enormes para a família. Se não for, há de se pensar em Tenebrionoidea. Aderidae tem esta característica, não sei bem qual o tamanho dele, mas parece muito grande pra um. Os filamentos parecem achatados e simétricos, deve mesmo ser parte do inseto. Tentando entender que estrutura modificada seria essa, não deve ser o labium como fazem alguns estafilinídeos, penso que pode ser a galea (1, 2).

Quanto a novas fotos, dorsal da cabeça, se tem um "pescoço" seria bom, e detalhe das garras tarsais, o que é difícil, se são divididas.

Mariposa Riechia e Besouros Cosmisoma em Brasília

Olá, César, acredito que esta mariposa seja uma Riechia acraeoides (Catniidae: Castniinae: Gazerini). Ela me deu um trabalho porque fiquei pesquisando entre borboletas Actinote... Só depois, pelo formato do corpo e antenas, que vi se tratar de uma mariposa rs. Vc saberia dizer quem são os besourinhos copulando à direita? Foto feita em Brasília, DF. Abraço!
Rodrigo Conte. 
Castniídeos são mesmo bem difíceis, eu mesmo apanhei de um recentemente. Concordo totalmente com a semelhança com o ninfalídeo, mas o epíteto acraeoides parece estar comparando-a com um outro gênero.

Os besourinhos eu acredito que são Cosmisoma sp. (Cerambycinae: Cerambycinae: Rhopalophorini)