sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Prováveis Casulo e Exúvia de Mariposa Sesiídea em São Paulo

Olá
Me chamo Danielle, achei esses casulo e uma pupa, na fresta da porta de casa. Poderia me dizer mais ou menos o que pode ser??

Na cidade de Santos, em um apartamento em uma porta, tamanho real aproximado meio centimetro a um centimetro

As fotos que tirei estão com aumento de 140x.
Aguardo obrigada!!
Dany Souza.
Dany, exúvias e casulos abandonados podem ser bem complicados mesmo, como aconteceu aqui. A minha tese é que esta estas coisinhas são exúvia e casulo de uma mariposa, muito provavelmente Sesiidae, ajuda confirmando se a porta é mesmo de madeira, pois sesiídeos são lepidobrocas, s]as larvas se desenvolvem em madeira, embora em uma porta talvez seja algo novo.

Para defender minha tese, aqui você pode ver como elas saem da madeira, aqui e aqui você pode ver casulos de sesiídeo com farpas de madeira, como seria o caso das imagens à direita. Estas coisinhas pretas no da esqueda, eu suponho que possa significar que não só ela, mas cupins também estejam no batente, veja os dejetos de cupins aqui. Uma boa imagem de adulto e exúvia sesiídeo pode ser vista aqui, sesiídeos são mariposas com aparência de abelha ou vespa. Aqui, é uma outra família de mariposa, mas pode-se ver uma exúvia que destacou a cabeça, mas ficou presa pelas antenas, como me parece ter ocorrido com esta. Quanto ao tamanho de 1 cm ou menos, há sesiídeos maiores, mas veja o tamanho de exemplares deste em papel milimetrado aqui e aqui.

Caso alguém tenha outro palpite, por favor, use os comentários.

Ciclo de Borboleta Phoebis no Rio de Janeiro

Ontem, dia 15 de novembro de 2017 fui presenteada com uma linda Phoebis philea. Estou muito, muito feliz. Ganhei a lagarta 5 dias antes do meu aniversário e nem fazia ideia que era da borboleta que acho lindíssima; tinham cortado por engano a árvore daqui do local onde trabalho. Eu trabalho em Usina Hidrelétrica e é mata. Estou fazendo um jardim de borboletas. Olha só a sequência. Paz em Cristo!
Analice Perez de Itatiaia, Rio de Janeiro.
Fico imaginando como conseguiram cortar a árvore por engano: "Oops, eu ia só aparar a grama". Cara, você tinha um emprego!

Analice, eu não sei como diferenciar seguramente adultos de P. sennae marcellina, P. philea philea e P. argante argante, pois além de semelhantes apresentam grande variação, mas comparando as larvas, a única com imagens semelhantes em Butterflies of America é mesmo P. philea philea, as outras também parece que podem ser diferenciadas pelas larvas (1, 2, 3).

Besouro Strongylium no Rio Grande do Sul

A belezura de hoje é essa. Tentei identificar, mas, pelo que vi, achei alguns parecidos mas não iguais. Esse tinha a "barriga" avermelhada. Aliás, havia 2, eles estavam numa árvore de cinamomo, eles são tipo uma praga do cinamomo? Imbé-RS
Melissa Aurich.
Melissa, eu acredito que seja uma Strongylium sp. (Tenebrionidae: Stenochiinae: Stenochiini), PyBio tem um de coloração semelhante identificado como S. aurichalceum. Quanto à relação do inseto com a árvore, eu não consigo confirmar, mas encontrei em Eastern Forest Insects (Baker, 1972) a linha "algumas espécies no gênero Strongylium broqueiam a madeira de árvores vivas nos tocos ou rachaduras".

Besouro Colaspis em São Paulo

me ajude por favor encontramos ele em guatapará Sao Paulo uns falaram que seria um desfolhador outros falaram que seria um besouro soldado qual inseto seria?
Wellington Fernando Santos.
O primeiro termo é o mais adequado, acredito que seja Colaspis longicornis (Chrysomelidae, Eumolpinae, Eumolpini), embora o exemplar de Chrysomelidae @ MIZA tenha um azul metálico nas manchas.

Rainhas Camponotus no Piauí

Formigas com e sem asas sairam aos tubos da porta de meu banheiro...Quem serão?
Mariahelena Ferreira da Costa.
Estas são rainhas de Camponotus (Formicidae: Formicinae: Camponotini), provavelmente C. substitutus. Seria bom termos imagens das operárias.

Bichos-Lixeiro Recém-Nascidos em São Paulo

César, poderia por favor me confirmar se são ovos de Neuroptera? Nas últimas fotos é possível ver algo preso a eles, ou saindo deles, e isso me chamou atenção. Estavam em várias folhas, mas nunca mais que 5 ou 6 por folha.
Agradeço desde já pela ajuda!
São Paulo - SP
Eduardo Gomyde.
Seu registro é semelhante ao da Karynn no Rio de Janeiro. Estes são ovos e recém-nascidos de bicho-lixeiro (Neuroptera: Chrysopidae).

Cigarrinha Molomea no Rio Grande do Sul

Boa tarde! Primeiro gostaria de parabenizar o site, eu uso direto pra me ajudar a identificar os insetos que aparecem em casa, mas estou com bastante dificuldade de identificar esse.
Apareceu ontem de noite em Santa Maria (RS). 
Esta voando e parecia fugir da claridade. Hoje de manhã encontrei ele morto, também em um cantinho escuro. Tem aproximadamente 1,3 cm de comprimento.
Julia Formenti.
Muito obrigado, Julia. Esta é uma cigarrinha da família Cicadellidae, meu melhor palpite é Molomea lineiceps (Cicadellinae: Proconiini). Como geralmente são espécies diurnas, creio que pode mesmo fugir da luz à noite.

Joaninhas Eupalea em São Paulo

Encontrei ambas dentro do meu quarto, na cidade de Taubaté/SP...
ficaram o dia todo no mesmo lugar.
São joaninhas? Ou algum outro tipo de besouro?
Nunca vi com essa coloração antes...
Luiza Toledo.
São joaninhas mesmo, Luiza, acredito que Eupalea reinhardti (Coccinellidae: Coccidulinae: Coccidulini).

Cigarrinha Fulgorídea em Goiás

Oooi, boa tarde. Encontrei uma mariposa que suspeito que seja a mesma deste poste... E uma outra poderia ajudar na identificação???
Goiania- GO
Eduarda.
Aqui, Eduarda, nós não temos uma mariposa, mas uma cigarrinha (Hemiptera: Auchenorrhyncha), na minha opinião Fulgoridae: Poiocerinae, mas não cheguei ao gênero.

Mariposa-Falcão Erinnyis em Goiás

Oooi, boa tarde. Encontrei uma mariposa que suspeito que seja a mesma deste poste... E uma outra poderia ajudar na identificação???
Goiania- GO
Eduarda.
O interessante, Eduarda, é que você identificou um macho de Erinnyis ello ello (Sphingidae: Macroglossinae: Dilophonotini) através da imagem de uma fêmea, que tem uma coloração clara e mais uniforme nas asas.