segunda-feira, 27 de abril de 2015

Picada de Viúva Marrom no Piauí (e coleta de uma em São Paulo)

Fui picado por uma aranha que estava dentro de um buraco em uma cadeira, não senti muita dor na hora, mas ao ver ela direito eu fiquei preocupado ao fato de ela ser uma espécie que eu nunca havia visto, preocupado eu tomei polaramine líquido logo no primeiro minuto e passei pomada anti alérgica no local da picada, depois de aproximadamente 8 horas senti calafrios e começou uma dor intensa, continuei tomando polaramine e passando a pomada, depois de umas 12 horas suei constantemente, muito suor, anormal, e depois que o suor passou a dor se estendeu por uns 3 dias, mas agora não sinto mais nada, nem ficou hematoma, tirei uma foto e queria saber que espécie se trata, tem como você me ajudar a descobrir que espécie eu essa e se eu corri algum risco ou foi mais psicológico , grato,
Ítalo Dias Barros de Teresina, Piauí.
Ítalo, eu acho aconselhável procurar um  édico ao invés de se automedicar desta forma. Você foi picado por uma aranha viúva-marrom Latrodectus geometricus (Theridiidae), o veneno é de ação neurotóxica e este é o terceiro registro de picada no Insetologia (1 e 2). Tendo falado contra a automedicação, vejo que os sintomas relatados foram menos significativos do que o dos outros, com dores abdominais e na virilha, enjoo e vômito.

Esta espécie é muito comum e só pica nestas condições, estando na roupa, se encostando, sentando em cima. Semana passada coletei uma com ovos no portão da minha casa e estas são as imagens:

Fêmea com ovos em comparação com o tamanho do dedão. A aranha não era tão visível por causa da teia, ficou mais visível na foto por causa do flash.
Na segunda e terceira, mesmo tendo removido a teia, ela permanece no local, mais encolhida no canto.
Na quinta foto, tendo removido os ovos e recolhido dentro de uma meia garrafa PET cortada (ela fica aqui, já foi usada para coletar até uma armadeira), a aranha ainda permanece no local e não esboçou agressividade alguma. Na sexta foto ela já está no gargalo da garrafa, dentro da tampinha, junto aos ovos.
Na sétima foto eu a soltei em um local longe de residências, junto com os ovos. Ao soltá-la, ela se fingiu de morta (tanatose) e está de barriga para cima. Não está bem focada, mas pode-se ver o desenho de ampulheta cor de laranja, característica do gênero.

ps.: Vi hoje que há pelo menos mais duas no portão, ainda não recolhi...

Aranha D'água no Espírito Santo

No mês de abril deste ano, fiz uma trilha seguindo um córrego dentro de uma mata fechada. Deparei-me então com duas aranhas sobre as pedras ao longo do caminho. Fiz uma pesquisa na internet mas não encontrei nenhuma referência a esse tipo. Esta aranha seria peçonhenta?
Alan de Cariacica, Espírito Santo.
Alan, esta é uma aranha-pescadora ou aranha-d'água da família Trechaleidae, é difícil dizer além nesta família, mas a mais comum me parece ser Trechaleoides biocellata.

Aranhas são peçonhentas, mas a peçonha destas aranhas não é perigosa.

Mutuca pica cão no Rio Grande do Sul

César, voltei rápido te incomodar! 
Esse inseto que parece ser uma mosca, apareceu a tarde aqui em casa, ao que tudo indica picou o meu cachorro após ficar em volta dele alguns instantes. Ele ficou bastante incomodado porém ainda não identificamos o local que ele possa ter sido picado. 
Tem algum perigo para meu cachorro? Seria uma mutuca? 
Obrigada!
Évelin de Viamão, Rio Grande do Sul.
Évelin, eu gostaria de ver com mais detalhes a venação das asas desta mosca, mas parece ser Tabanidae sim, e, infelizmente, eu não posso garantir que ela não transmitiu qualquer doença para o cão (1 e 2).

Mariposas Crambídeas em São Paulo

Seriam todas Crambidae? Todas do camping de Serra Negra - SP noturnas, atraídas pela lus
Elvenar Reis Laranjeira de São Caetano do Sul, São Paulo.
Eu suponho que todas sejam Crambidae: Pyraustinae: Spilomelini, que é o grupo mais comum e variado.


2 - Hyalea sp., a citada nesta postagem como não identificada na Esalq;


4 - Esta é muito pouco distinta, difícil encontrá-la.

Lagarta Rothschildia no Paraná

Há uma árvore pequena no meu quintal, e agora apareceu estas lagartas verdes com alguns pelos vermelhos. Elas são venenosas e oferecem risco a saúde. Elas não parecem ser agressivas e algumas estão caindo da árvore junto dos meus cachorroinhos.
Helder de Curitiba, Paraná.
Helder, esta é uma larva de uma bela e grande mariposa Rothschildia sp. (Saturniidae: Saturniinae: Attacini), semelhante a R. aurota. Elas, se representam algum perigo, é pra pequena árvore. Algumas lagartas podem ser tóxicas se ingeridas, quando elas se alimentam de plantas igualmente tóxicas, não me parece ser o caso de Rothschildia spp.

Larvas de Mariposas do Rio Grande do Sul

César segue combo 2: 

1 - Caraá 
parece Lasiocampidae conforme 1 e 2.


2 - Caraá 






3 - Caraá 






4 - Balneário Pinhal 
seria Nymphalidae: Nymphalinae: Anartia

5 - Gravataí 
hosp. cerejeira-do-mato, cerejeira-do-rio-grande (Myrtaceae: Eugenia involucrata
parece ser Automeris (Saturniidae), conforme 1, 2 e 3 resta saber qual delas

Gratos

Paulo Renato Huppes de Gravataí, Rio Grande do Sul.



1 -  E deve ser Euglyphis sp. (Macromphaliinae) conforme o Wolf identificou nos links.

2 - Me parece a mesma da outra postagem, Carales sp. (Erebidae: Arctiinae).

3 - A princípio, me parece Lasiocampidae.

4 - O tipo de cerdas não é de ninfalídeo, trata-se de uma mariposa Erebidae: Arctiinae, com esta linha dorsal lembra Spilosoma e parece ser a mesma deste vídeo.

5 - O artigo não cita A. umbrosa no RS então vou direto em A. naranja naranja (Saturniidae: Hemileucinae: Hemileucini).

Mosca das Flores no Paraná

Ola tudo bem? dia 25 e 26 de abril, minha casa ficou infestada desses insetos.. tem em todo o lugar. Nas paredes no chão por tudo..Gostaria que apos identificar m manda-s o email.. Desde já agradeço.
Cristane Mentges de Oliveira de Marechal Cândido Rondon, Paraná.
Cristiane, esta é uma mosca-das-flores Syrphidae: Syrphinae, provavelmente uma  Toxomerus. politus, neste grupo é comum que as moscas mimetizem abelhas, o que é nítido nesta.

Não sei dizer o motivo da infestação, mas estas moscas são totalmente benéficas, as larvas são predadoras de pulgões e cochonilhas, os adultos são polinizadores.

Cigarrinha Cicadelídea em Brasília

Tenho muitos insetos para identificar, Estou usando o seu e mais alguns, mas existe uma proximidade muito grande e para leigo torna-se difícil. 
Sou fotógrafo amador e macrofotografia é o que satisfaz. agora resolvi dá nome aos mesmos. 
Agradeço desde já. 

Adilson Brito de Brasília, Distrito Federal.
Adilson, esta é uma cigarrinha Cicadellidae: Cicadellinae, o ângulo não favorece muito um palpite de gênero ou espécie. Ainda arrisco a tribo Proconiini.

Percevejos Recém-Nascidos em São Paulo

Foi encontrado ontem na varanda do apartamento de casa, na região norte da capital de SP.
Tess de São Paulo, capital.
Tess, estes são percevejos recém-nascidos, provavelmente da família Pentatomidae, as marias-fedidas. Apesar da diferença de coloração, veja imagens semelhantes aqui e aqui.

Borboleta Brangas em São Paulo

Saudações Cesar. 
Fotografei esta borboleta aqui mesmo em Morro Agudo/SP, seria uma Brangas caranus ou getus??? 
Muito arisca. 
Abraços. 

Marquinhos.
Marcos Cesar Campis de Morro Agudo, São Paulo.
Marquinhos, vejo que o Enio já a identificou como B. caranus (Lycaenidae: Theclinae: Eumaeni). As informações estão contrastando um pouco nas principais fontes, LAB, Funet e BOA, pois a primeira fonte diz que ocorre apenas no Suriname, Venezuela e Trinidad. A segunda, parece mostrar região correspondente às Guianas, Suriname parte do Norte do Brasil e apenas a última cita até o sul do Brasil. Por maioria de votos, ocorre apenas no norte da América do Sul.

A chave não se permite ser seguida sem a vista dorsal das asas. Pra mim, este bicho é B. getus, que pelo menos por esta fonte, chega até o Iguaçu, me parecendo bem coerente encontrá-la em São Paulo. Se não for, me parece que seria obrigada a ser B. dydimaon, o que não me parece ser o caso.