domingo, 24 de setembro de 2017

Mariposa Trocherateina em São Paulo

Saudações Cesar.
Minha filha fotografou com o celular esta borboleta aqui em casa, Morro Agudo/SP.
Seria possivel a ID???
Abraços.

Marquinhos.
Marcos Cesar Campis de Morro Agudo, São Paulo.
Marquinhos, você já registrou mariposa bem próxima, atentemos para as antenas, raras mariposa têm a dilatação nas pontas, em nenhuma borboleta esta dilatação é ausente, esta é uma mariposa. Na minha opinião, esta deve ser Trocherateina sp. (Geometridae: Larentiinae), com cerca de oito espécies, não há imagens disponíveis da maioria.

Mariposa Pluma em São Paulo

Olá. Por favor, poderia identificar esse inseto? Encontrei em São Paulo, próximo a serra da cantareira.
Levi Leme.
Olá mais uma vez e há quanto tempo, Levi. Esta é uma mariposa-pluma da família Pterophoridae, neste grupo, é difícil ir além por fotos.

Broca do Olho do Coqueiro no Espírito Santo

Olá César, sou novo por aqui, um inseto apareceu em minha casa e não sei qual é, vivo no Espirito Santo, eu suponho que seja um rola bosta ou algo assim.
Thalys.
Thalys, a vista dorsl é a mais importante, nós temos aqui a vista ventral e uma silhueta lateral. O grande bico indica um besouro de outro grupo, um gorgulho ou bicudo, Curculionidae. Chuto que seja Rhynchophorus palmarum (Dryophthorinae: Rhynchophorini).

Ex-Percevejo do Milho em São Paulo

Ola. Este inseto estava voando no meu quarto. Moro em SP no 8. andar de um predio que tem algumas arvores na faixada. Voce sabe o que pode ser ? Perigoso ?
Ana.
Ana, o que vejo parece ser apenas inseticida, formando a silhueta de um inseto, semelhante a Leptoglossus zonatus (Coreidae: Coreinae: Anisoscelini).

São considerados pragas agrícolas, mas não representa qualquer perigo a pessoas, assim como a maioria esmagadora dos insetos.

sábado, 23 de setembro de 2017

Vaga-lume Lamprocera no Paraná

Olá Cesar, tudo bem?
Encontrei esse inseto na minha casa em Paranaguá, no Paraná. Ele estava na parede e eu achei ele curioso, principalmente porque ele parece ter uma barba. Não consegui identifica-lo.
Que inseto seria esse??
Lorena.
Lorena, a barba está nas antenas do inseto, mas assim como uma barba de verdade, ela normalmente indica um macho. Trata-se de um vaga-lume da família Lampyridae, com esta aparência, deve ser  alguma Lamprocera sp. (Lampyrinae: Cratomorphini).

Moscas dos Olhos no Paraná

boa noite gostaria de saber que mosca e essa esta infernizando minha vida sou do parana ficam varias no vidro da janela.

Nao picam nao ficam sobrevoando o rosto e a noite se amontoam nas lampadas
Renato Guedes.
Renato, de fato ainda não há informação visual suficiente pra assegurar de qual mosca se trata. Mas juntando tudo, tamanho, aparência e hábitos, eu acredito que seja Hippelates ou Liohippelates sp. (Chloropidae: Oscinellinae).

Estas mosquinhas são atraídas por secreções animais, como lágrimas e suor, e desta forma podem ser vetores mecânicos de certos patógenos; em Tondella et al. (1994) você pode ler sobre transmissão de Febre Purpúrica Brasileira e conjuntivites. As larvas são saprófagas, alimentam-se de matéria orgânica em decomposição. Pode-se ler detalhadamente sobre elas em Francisco (2005).

Caranguejeira Buraqueira no Pará

Olá,
Fui entrar na minha sala agora há pouco e recebi um boa tarde dessa moça de preto. Estou no sul do Pará (Serra do Cachimbo) e agora é o início da primavera. Será uma caranguejeira? Ela tem uns 3 cm de comprimento.
Andrews.
Andrews, caranguejeira é um termo usado principalmente para os terafosídeos, mas de uma forma mais abrangente, ela é uma caranguejeira, infraordem Mygalomorphae. Este grupo é difícil, há famílias que podem apresentar indivíduos semelhantes como Ctenizidae, Cyrtaucheniidae, Idiopidae e Actinopodidae, que por aqui parecem ser mais comuns, mais raras em sua região, mas encontrei registros no Pará.

Todas estas famílias constroem buracos na terra, não são aranhas que gostam de viver em casa e não são perigosas.

Provável Percevejo Ligueoideo no Rio de Janeiro

Bom dia, César!
Parece um filete. Muito ampliado.
Este é de Piabetá, RJ
Minúsculo. E dá salto.
Damiria Machado de Rio de Janeiro, capital.
Damiria, não se vê o suficiente pra se ter certeza se é um percevejo ou um besouro, mas acredito que seja um percevejo, algo em Lygaeoidea, provavelmente Rhyparochromidae. Este exemplar em PyBase me parece próximo, porém ele não tem identificação além da superfamília.

Mariposas do Espírito Santo

Olá César! Poderia ajudar na ID dessas mariposas??

Fotos feitas em Linhares (ES) no dia 08/07/2017

Como todas estavam próximas a mesma luz naquele dia, resolvi postá-las juntas... (Se vc achar melhor pode separá-las em outras publicações, por família tlvz...) Desculpe se não podia fzr isso...
Gabriel Bonfa.

Gabriel, mariposas são o grupo que mais fornece espécies para o nosso marcador de não identificados. Isto se dá em parte pela megadiversidade do grupo, mas em parte também pelo nosso nível de exigência, pois com outros grupos nós nos contentamos com uma identificação na ordem ou família. Mariposas pequenas e pouco coloridas são de difícil identificação, muitas vezes não há de fato imagens das espécies disponíveis para comparação. Estas já são mariposas propensas a não terem identificação satisfatória, o que acontece recebendo muitas de uma vez, é que eu não posso  me dedicar e aprofundar tanto não identificação como faria com um indivíduo.

A primeira é alguma Erebidae: Arctiinae, creio que Pericopini/Pericopina

A segunda deve ser Geometridae: Ennominae: BoarmiiniPhysocleora é gênero semelhante, mas há outras possibilidades.

A terceira é Crambidae: Spilomelinae, grupo que muitas postagens aqui ainda estão como tribo Spilomelini de Pyraustinae. Pleuroptya produz indivíduos bem semelhantes, mas parece que o gênero é predominantemente do Velho Mundo e a única espécie que encontro para o Brasil, praticamente não tem marcas. A quarta pertence ao mesmo grupo, tive a impressão de que era espécie mais comum, mas não encontrei.

A quinta é semelhante à da Lúcia, eu estava certo que já tinha conseguido algo bem seguro, e achava que em outro grupo, mas se foi não atualizei. Está como Erebidae: Arctiinae: Lithosiini, próximo de Clemensia (Cisthenina).

As restantes, por enquanto, não tenho palpite.

Picada de Percevejo Pirata em São Paulo

Boa noite! meu sobrinho de 3 anos foi picado por um inseto que ñ sabemos qual é, meu sobrinho foi picado a noitee chorou muito e encontramos o inseto perto do berço, vcs podem nos ajudar temos medo desse bichinho ser perigoso! Somos Mauá -São Paulo
Thamara Lima.
Thamara, eu diria que você já foi capaz de identificá-lo corretamente como um percevejo-pirata Rasahus sp. (Reduviidae: Peiratinae), este é o grupo que mais temos registros de picadas. Dos exemplares da Esalq, o que me parece mais próximo do seu é justamente o que não tem identificação de espécie, o segundo seria R. sulcicolis.

Eles não são perigosos, mas a picada costuma ser bem dolorosa para adultos, o que dizer para um bebê. Algumas pessoas podem ainda ser alérgicas a picadas de insetos e é sempre bom lavar bem o local após a picada pra não haver infecção na ferida, causadas por bactérias.