terça-feira, 9 de abril de 2013

Borboleta-do-Coqueiro em São Paulo

Bom dia César.
Hoje estou enviando:
Uma Brassolis sp.?? (em Altinópolis) que saiu há pouco tempo da crisálida. Aliás, uma dúvida: A crisálida estava dentro da minha casa, grudada na quina de um guarda roupa, num cômodo pouco utilizado da casa. Procurei não intervir no desenvolvimento dela, mas borboleta não sobreviveu (observei que ela ficava gotejando um líquido rosa e tinha muita dificuldade para voar. Acabou sendo comida pelo cachorro dois dias depois). O que pode ter acontecido?
Tami de Altinópolis, São Paulo.
     Esta é sim uma borboleta da lagarta-do-coqueiro Brassolis sp. (Nymphalidae, Morphinae, Brassolini), e o líquido que pingou dela é normal, se chama mecônio e é o que "sobra da metarmofose". Não sei o que pode ter causado a morte da borboleta, mas talvez ela tenha tido uma má formação na metamorfose.

2 comentários:

  1. Deve ter faltado sol

    ResponderExcluir
  2. Faz sentido, conhece alguma referência sobre isto? No começo é normal que ela tenha dificuldade para voar, mas ficou dois dias assim, é necessário o sol direto para secar totalmente?

    ResponderExcluir