sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Insetos Minúsculos em São Paulo

Pedido 1: Olá! Tenho reparado que nas paredes meu quarto surgiram alguns bichinhos muito pequenos e claros, quase transparentes. Ele é tão pequeno que mal se pode reparar (mede menos que 1 mm). Alguns chegam a medir bem menos que isso. Quando se chega perto dele com o dedo, por exemplo, para tentar pegá-lo, ele é bem rápido e corre (às vêzes parece pular ou voar). Percebi que tem um outro bichinho tão pequeno quanto, que acompanha esses mas é um pouco mais escuro e parece ter asa (não sei se é o mesmo bichinho só que em estágio adulto). Apareceu faz poucos dias. Em casa, alguns dias atrás, alguns pedreiros estavam fazendo uma pequena obra e deixaram algumas ferramentas e utensílios usados, próximo da janela do meu quarto. O meu quarto é um pouco frio e no inverno piora um pouco, pois tudo fica gelado (tanto que já teve algumas marcas de umidade). Em meu quarto tem: livros numa estante de metal (protegidos com saquinhos de plásticos), caixas de sapato, guarda-roupa, criado-mudo, pequeno rack para computador e algumas flautas de bambu (vendo as flautas de bambu, não consegui encontrar nenhum deles). Já passei aspirador para limpar meu quarto mas eles reaparecem (com maior incidência à noite). Estou preocupado com isso e nem consigo dormir (parece que estou respirando eles na minha cara). O que pode ser? Muito obrigado.
André Ricardo de Campinas, São Paulo.
João, o campo do formulário destinada ao estado dizia Brasil, espero que seja São Paulo.

Não é possível dar certeza pelas imagens, acredito que na primeira temos um besouro da família Ltridiidae e na segunda dois colêmbolos (Collembola). Psocódeos também são muito comuns de aparecerem nestas situações, em qualquer delas é preciso controlar umidade e mofo, não adianta muito combater diretamente os bichos.

Te ajudo dizendo que livros protegidos em sacos de plástico sobre estante de metal, costumam condensar umidade do ar, podendo até enferrujar sua prateleira embaixo dos livros.


Pedido 2: Olá. Por gentileza, preciso que vocês identifiquem dois bichinhos muito pequeninos (medem no máximo 1 mm) e que estão interagindo entre si nas paredes do meu quarto.

Eu tirei 5 fotos deles (uma sem o flash pois era dia e outras com o flash pois era noite). Tirei o mais próximo possível e se der um zoom nas fotos, é possível vê-los melhor. O bichinho mais escuro de antena, que parece ter um par de asas, é mais rápido e parece saltar ou voar quando ameaçado (o outro bichinho não salta e nem voa). Percebi que existem outros bichinhos deles só que são muito menores, quase imperceptíveis (parecem filhotinhos)... eles desmancham facilmente quando tocados.

Meu quarto é o recinto mais frio da casa pois não bate sol nele (nossa casa fica próxima a uma mata grande e extensa). Ele também acumula pó facilmente. Já usei o 'secar' nos armários pois apareceram algumas marcas de bolor nas roupas e 'sanol' nas paredes pois surgiram marcas de umidade e mofo. Por causa do quarto ser frio (percebo que as paredes, a cama e os objetos ficam gelados), às vêzes uso um aquecedor nos dias mais frios. Atualmente não tenho visto mais as manchas de mofo nas paredes (meu pai até pintou o lado de fora da casa com uma textura a fim de evitar a umidade) e tenho passado o aspirador com mais frequência. Mesmo assim, esses bichinhos apareceram alguns dias atrás. Por causa de uma pequena obra no quintal de casa, tivemos que fechar as janelas do quarto durante 1 semana para evitar o pó (as ferramentas do pedreiro, assim como alguns restos do trabalho, ficaram próximas da janela do meu quarto). Não sei se a aparição desses bichinhos é por causa disso, se é por causa das flautas de bambu que eu tenho em meu quarto, se é por causa dos livros que eu guardo envolto em plásticos (para evitar as traças), caixas de sapato, criado-mudo, rack, guarda-roupa, enfim. Estou preocupado pois não sei se picam, se trazem doenças ou se podem entrar pelas nossas narinas, ouvidos, etc.

Se puderem me ajudar, agradeço muito.

Um abraço e muito obrigado.

P.S.: Parabéns pelo maravilhoso site!!!! Tem ajudado muito todas as pessoas.
André Ricardo de Campinas, São Paulo.
André, resolvi apenas atualizar a primeira postagem e estas duas imagens são suficientes. O primeiro, é bem o que eu já havia dito, um colêmbolo (Collembola) e deve ser da ordem Entomobryomorpha, eles não voam, saltam mesmo, não são providos de asas. O segundo, é na verdade o que eu disse que que era comum aparecer, um psocódeo.

As duas criaturas são inofensivas pra nós e permanece o mesmo que eu disse, estão associados a mofo e umidade. Colêmbolos podem ainda ser detritívoros, não creio que qualquer deles estejam associados ao bambu, mas com as janelas fechadas sim e com os livros, de novo, o plástico pode condensar umidade estando na prateleira de metal, creio que isso facilitará a infestação, leia também este artigo. Há psocódeos que são "especializados" em livros, são chamados piolhos-de-livros, leia estes dois artigos: 1, 2 (nunca tinha ouvido falar de livros em microondas, melhor pesquisar mais sobre isso).

Nenhum comentário:

Postar um comentário