segunda-feira, 15 de junho de 2020

Aranhas Filistatídeas em Brasília

Olá!
Pode dizer quem é essa arquiteta da foto?
Ela é bem pequena e não chama muita atenção, mas a teia!! Cobre todo o tronco da árvore, do chão até cerca de três ou quatro metros e é uma árvore grande.
Parece uma colônia (???). Vi apenas três indivíduos, essa mais visível na foto; uma maior dentro da toca e outra bem menor que estava saindo da toca. Fiquei com a impressão de que essa em destaque levou uma mosca para a maior que estava entocada.

Estamos em Brasília.
Paulo Henrique Silva.
Paulo, eu realmente não sei o que está acontecendo aqui. Esta aranha do lado de fora é certamente Filistatidae, a família é pequena, mas elas são semelhantes. Kukulcania eu só conheço habitando frestas em edificações humanas, as outras eu não sei se podemos nos basear em qualquer caractere visível, entre as Misionella jaminawa de BoldSystems vemos vários exemplares com o opistossoma listrado como o filistatídeo encontrado pelo Luís do RS, mas um deles não possui esta característica, ficamos com a identificação de Filistatidae sp.

Já a aranha lá dentro, ela se mexia? Se não, minha teoria é de que ela chegou lá dentro da mesma forma que a mosca. Eu acho que não estou vendo demais, vejo órgãos de um macho lá, não creio que o macho da espécie seja maior que a fêmea. A mosca tem cara de Sarcophagidae.

Paulo: Oi César,

Obrigado, a aranha lá dentro estava bem viva sim e era muito maior do que a outra do lado de fora. Acho que nessa outra foto dá para ver ela (ou ele?) melhor
Cesar: Acho que era só impressão. Deve haver uma fêmea lá dentro e um macho fora. E como acontece com as Kukulcania, as fêmeas devem ser mais reclusas enquanto os machos são caçadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário