domingo, 4 de agosto de 2019

Aranhas do Espírito Santo

Cesar. Eu tenho duas aranhas. Uma eu tava andando no quintal e vi numa plantinha. Eu nem ia tirar fotos, mas resolvi tirar. A segunda é a Luzclarita. Ela viveu por semanas no bocal da lampada da cozinha. Foram tempos gloriosos de muita fartura se insetos em torno da lampada. Eu sempre me perguntava porque a aranha nao vivia la fora como as outras. Um dia eu a vi descendo num fio de seda e a coloquei lá fora, mas me arrependi, pois talvez ela não queria ir embora, mas apenas espairecer. Eu enviei as fotos no FB, e um amigo identificou-as. Eis sua resposta: Lucas Gusso A primeira é muito provável Anyphaenidae tem foto dos olhos? A outra é Dolomedes sp (Pisauridae)

Agora eu vos pergunto, como uma aranha semi-aquática foi parar na minha cozinha? Luzclarita não tem tres das 8 pernas, então pensei, ela sofria bullying, por isso se afastou do mundo.
Kel de Cariacica, Espírito Santo.
A primeira eu concordo com Anyphaenidae, e sei que nesta família é geralmente difícil ir além. A segunda, segundo o que dr. Antonio D. Brescovit me disse em 2013, não temos Dolomedes no Brasil, a literatura onde consta isso está errada. Por enquanto, estou marcando como não identificada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário