domingo, 17 de setembro de 2017

Prováveis Mosquitos-Palha em Minas Gerais

Ola Cesar, boa noite! Tudo bem? Preciso da sua ajuda por gentileza. Nos mudamos recentemente para uma casa aqui em Belo Horizonte, no bairro de Santa Tereza e notamos que estávamos acordando (eu, meu marido e minha bebe) com umas picadas vermelhas, indolores e nao protuberantes em algumas partes do corpo. Como se fossem manchinhas no formato redondo (como na foto). Na noite passada meu marido sentiu uns mosquitinhos pousando na sua perna e pediu que eu olhasse. Quando coloquei a luz do cel, vi que eram uns mosquitos pequenos (menores que um pernilongo e parecido com o bicho de box por ser redondinho) e eles estavam pousados em 3 na perna do meu marido. O engraçado é que quando os via, eles sempre estavam em mais de um. 
Enfim, estamos sem saber o que é esse bichinho e se essa picada nos faz algum mal, ja que minha bebe tambem foi picada varias vezes. E se ha algo que possamos fazer para extermina-los pq nos incomoda muito.
aguardo seu retorno.
muitíssimo obrigada.
Lívia Barhuch.

Lívia, seria necessário ver os mosquitinhos com mais detalhes, mas tudo indica que são nossos primeiros exemplares de mosquito-palha (Pscychodidae: Phlebotominae), que são de fato aparentados dos mosquitos-de-banheiro, porém hematófagos. Em agosto, a Adriana de São Paulo nos informou "estão nos alertando sobre a incidência do mosquito palha que transmite a Leischmaniose Canina". De fato, estes mosquitos são vetores de Leishmania spp., sendo portanto de grande importância médica.

Sobre as espécies mineiras,  Pinheiro et al. encontraram nove espécies de Lutzomyia e uma de Brumptomyia na região e acrescenta os nomes comuns "birigui, cangalhinha, tatuquira, asa dura, asa branca e anjinho".

E sobre os hábitos:
As formas imaturas têm habitat terrestre, desenvolvendo-se em locais ricos em matéria orgânica em decomposição, especialmente de natureza vegetal (Aguiar & Medeiros) (...) Os flebotomíneos iniciam suas atividades no crepúsculo vespertino. Quanto à alimentação, ambos os sexos sugam sucos vegetais ou soluções açucaradas. As fêmeas também são hematófagas, exceto raríssimas espécies autógenas, pois necessitam de sangue humano ou animal para a maturação de seus ovos (Sherlok, 2003). (Alves, 2008)
Estes são alguns artigos sobre leishmaniose: 1, 2 e 3. Estes são artigos sobre controle: 1 e 2, sendo que o primeiro mostrou grande redução dos flebotomíneos através da "reorganização e limpeza do peridomicílio". Talvez seja o caso de informar ´órgãos responsáveis e consultar médicos acerca das picadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário