quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Cigarras (e mariposa) do Piauí

Encontrei, aliás meu menino Enzo, de nove anos, viu o esqueleto de uma cigarra imensa...e depois vimos um exemplar vivo na pousada onde estávamos hospedados. e de quebra um infiltrado...
Mariahelena Ferreira da Costa de Mariahelena Ferreira da Costa de Teresina, Piauí.
A viva eu creio que seja Fidicina cf. mannifera (Cicadidae: Cicadinae: Fidicinini). A morta não é tão indistinta por possuir padrões nas asas, mas não tenho um palpite.
A pequenina, parece ser uma mariposa, mas não sei qual, lembra Atteva (Attevidae; Ant. Yponomeutidae: Attevinae), mas não combina com nenhuma espécie.

Nenhum comentário:

Postar um comentário