sexta-feira, 25 de março de 2016

Provável Lagarta e Mariposa Lobeza no Paraná

Olá, gostaríamos da ajuda de vocês para identificar essa lagarta. Havia uma grande quantidade delas embaixo de uma árvore (que não sabemos o nome). O interessante é que só encontramos essas lagartas onde havia este tipo específico de árvore. Somos de Antonina, litoral do Paraná. Bioma Mata Atlântica. 23/03/2016 Agradecemos pela ajuda. Um abraço!
Gabriela B. Lopes de Antonina, Paraná.
Gabriela, esta lagarta tem a aparência das larvas de mariposa da família Crambidae, mas pra isto eu gostaria que você confirmasse se elas são pequenas, pois estas mariposas sempre são. Nesta família é difícil ir longe, a maioria das espécies, não conhecemos as larvas.

Gabriela: Olá Cesar, ela tem +/- 6-8 cm. A foto com a mão mostra as dimensões melhor. Tinha um monte deles embaixo da árvore e a árvore estava completamente sem folhas. Uns eram mais gordas uns menores.
Gabriela, ela não tem tamanho de Crambidae, meu melhor palpite agora Lobeza medina (Notodontidae) ou espécie próxima.

Gabriela: Oi Cesar, muito obrigada! São parecidos mesmo. Quando busquei agora fotos do adulto me lembrei fotos eu tirei de uma mariposa (12.9.20014) na mesma árvore onde agora comeram as lagartas. Será é ela?
Cesar: Gabriela, como ela se parece muito com Notodontidae e Lobeza é um gênero pouco conhecido, este continua como o melhor palpite. A região de ocorrência talvez tenha que ser nova também:
Lobeza Herrich-Schäffer, 1854 é um gênero pouco conhecido com cerca de 30 espécies neotropicais, ocorrendo de Costa Rica ao sudeste do Brasil. Além das descrições de gênero e de espécies, Lobeza foi tratada brevemente em apenas dois trabalhos. SPITZ (1931) descreveu a morfologia e comportamento da larva do Lobeza dentilinea Schaus, 1901, e GODFREY et al. (1989) estudou as peças bucais larvais de Lobeza suprema Schaus, 1894. Como muitos outros gêneros de Notodontidae, Lobeza ainda não éatribuída a alguma subfamília com segurança (Gaede 1934). Acredita-se que o gênero pertença a Heterocampinae, como foi reconhecido em algumas bem organizadas coleções de regiões neotropicais. No entanto, com a falta de evidência morfológica ou biológica esta hipótese permanece controversa. (PINHEIRO, SILVA & DUARTE, 2011)
Há uma boa lista das espécies em Animal Diversity Web e não há imagens disponíveis para a maioria delas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário