terça-feira, 15 de maio de 2018

Ciclo de Mariposa Semyra no Espírito Santo

Essa é uma das coisas mais lindas que ja achei no meu quintal. Muito fascinante. A lagarta é verde, quase totalmente. Nessa foto ela está em pré pupa. É muito pequena e difícil encontrar. A mariposa tbm é muito pequena. Gosta de se orientar dependurando-se nas pontas dos galhos, simulando um rasgo de folha já morta mas ainda presa á planta. Quando perturbada, tem dois truques: se joga no chão, ou se balança, para dar mais convencimento a camuflagem de folha seca ao vento, mas isso não parece boa ideia se o predador estiver em cima O casulo é incrivelmente resistente, parece feito de papelão. Eu acredito que exista um pondo fraco no casulo onde a mariposa força e sai. Antes eu pensava que ela recortava a passagem; mas isso não parece possível. Vc vai encontrar algumas imagens de Semyra bella (Limacodidae) pelo Google, são quase todas minhas.
Kel de Cariacica, Espírito Santo.
Por curiosidade, encontrei uma animação da locomoção de uma larva, provavelmente do gênero. Alguma chance de haver algo de urticante nela?

Nenhum comentário:

Postar um comentário