terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Barbeiro na Bahia e não-barbeiro em São Paulo

Olá, td bem? Poderia me dizer se este besouro é um barbeiro? Encontrei no banheiro do posto de saúde onde trabalho, não matei, apenas capturei e joguei pela janela, mas depois colegas disseram ser barbeiro e que eu deveria ter matado. Fica em Salvador-BA. Obrigada e parabéns pelo site!!!
Adriana Alves de Salvador, Bahia.

Olá Cesar, esse foi o percevejo mais parecido com barbeiro que eu ja vi, vc confirma?
Joannis Moudatsos de São Paulo, capital.
Olá mais uma vez Adriana e Joannis, sim Adriana, e não Joannis, temos aqui um barbeiro Triatoma tibiamaculata (Reduviidae: Triatominae), que é um percevejo hematófago, vetor de doenças e um percevejo coreídeo Spartocera sp. (Coreidae: Coreinae: Spartocerini), fitófago, inofensivo para humanos, praga agrícola e estou aproveitando a oportunidade para que tenhamos imagens dos dois juntos, chamo a atenção para a diferença fundamental no formato da cabeça e das antenas (lembrando que barbeiros e Spartocera spp. se referem a várias espécies, coloração e morfologia podem variar de uma pra outra, atentem-se mais à morfologia).

Seus colegas estão coretos na identificação, Adriana, mas pra mim, estão errados quanto a dever ter matado o bicho, a recomendação é coletá-los vivos e enviar para análise (1, 2) e, suponho eu, os próprios postos de saúde devem receber o material.

Biologia: espécie silvestre da Mata Atlântica, encontrada em refúgios de marsupiais e roedores, bromélias e palmeiras. Na Bahia ocorre na faixa litorânea, principalmente no Recôncavo Baiano e na região metropolitana de Salvador.
Importância vetorial: média. Foi indicada como responsável pelo surto de infecção oral de doença de Chagas no estado de Santa Catarina em 2006. O inseto teria sido triturado junto com a cana-de-açúcar, contaminando o caldo servido. Além disso, espécimes infectados por T. cruzi têm sido frequentemente encontrados em áreas urbanas de Salvador, próximo a remanescentes florestais, onde há presença de palmeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário